Relato de pai: “Morri por 18 minutos e meus filhos que salvaram minha vida”

Os filhos do homem de 7 e 10 anos que socorreram ele. Por 18 minutos, Stuart, pai de 2, foi dado como morto

Resumo da Notícia

  • Pai busca filhos no treino de futebol e na volta para casa sofre uma parada cardíaca
  • Os filhos de 10 e 7 anos que tomaram a iniciativa de socorrer o pai
  • O homem foi dado legalmente como morto por 18 minutos

Stuart Waters é um pai que foi salvo pelos filhos após “morrer”. Isso mesmo! O homem de 48 anos teve uma parada cardíaca enquanto estava ao voltante. O homem estava retornando para casa após as filhas Sadie, de 10 anos, e Jude, de 7, acabarem o treino de futebol, no dia 1 de março.

-Publicidade-

O homem em um piscar de olhos se sentiu mal e não soube responder, segundo o veículo The Sun. Os filhos dele então, entraram em ação. O pai falou para o veículo: “O policial da época disse que a probabilidade de sobreviver era uma em 10, mas felizmente eu era a única”.

Ele continuou, “Nunca é algo que você quer que seus filhos vejam isso, mas estou muito orgulhoso deles e não poderia pedir filhos melhores. No final das contas, eles ajudaram a salvar minha vida, então devo muito a eles”.

Stuart relatou que acredita que as crianças não entenderam muito bem a gravidade da situação e fizeram o que veio na cabeça delas como a atitude correta.

Sadie também falou com a imprensa sobre o momento que o pai teve a parada cardíaca: “Antes de acontecer, papai disse ‘oh não, aconteceu de novo’, o que não sabíamos o que isso significava, então Jude ficou no carro. Eu estava confuso, mas também assustado ao mesmo tempo porque não sabia o que estava acontecendo ou o que fazer, então corri para casa e comecei a bater na porta”.

Jude, a outra criança que estava no carro, tirou o conto de segurança do pai, e logo a mãe das crianças e esposa de Stuart chegou. Ela conta que correu para o carro e pediu ajuda para reanimar ele. “Os respondentes de emergência chegaram e todos estavam trabalhando nele há muito tempo”.

Stuart ao lado das crianças
Stuart ao lado das crianças (Foto: Reprodução/ SWNS/ The Sun)

“Eles queriam colocá-lo em coma e levá-lo ao King’s College Hospital, em Londres, porque ele não estava respondendo. Mas o colocaram na traseira de uma ambulância e continuaram a trabalhar nele enquanto o levavam para o hospital de Pembury”.

Após isso, os exames mostraram que tudo estava bem, e que mesmo ele falando ‘aconteceu isso de novo’, foi a primeira vez que ele sofreu uma parada cardíaca e ficou legalmente morto por 18 minutos.

Ele ficou no hospital por 8 semanas, recebeu um mimo desfibrilador no peito para evitar novas paradas cardíacas. O homem está em recuperação pois teve impactos no cérebro, mas segue vivo e bem.