Relato: “Meu filho morreu há 3 meses e minha irmã reclama que falo muito sobre isso”

A mãe de 5 filhos publicou um relato anônimo no Reddit, no qual dividiu opiniões

Resumo da Notícia

  • Uma mulher publicou um desabafo anônimo no Reddit, no qual desabafou sobre comportamento da irmã
  • Ela é mãe de 5 filhos e perdeu um deles há 3 meses
  • A autora do post comentou que a irmã, mesmo sabendo da dificuldade da situação, reclamou que ela "fala demais sobre o ocorrido"

Uma mulher publicou um desabafo anônimo e muito forte sobre a crise familiar que está vivendo com a irmã. Por meio do Reddit, a mãe de 5 filhos contou que perdeu um deles há apenas 3 meses e, mesmo assim, a irmã dela reclamou que ela “fala muito disso”.

-Publicidade-

O casal deu à luz trigêmeos – contudo, uma das crianças não resistiu. Mesmo assim, a mãe conta que continua mencionando o filho falecido em todas as conversas e rotinas, para honrar sua presença. Contudo, a irmã se incomoda com a prática e, sobre isso, a autora do post mandou a real.

“Falar sobre bebês é um assunto delicado, como era de se esperar”, escreveu ela. “Rapidamente, comecei a dizer:‘ Tínhamos trigêmeos, mas perdemos um ’, ou‘ Temos cinco filhos, mas um é um bebê anjo, para evitar perguntas embaraçosas. Eu me recuso a não falar sobre meu filho. Ele é tão meu filho quanto meus outros quatro, e sempre merece ser mencionado”.

A família a chamou de dramática (Foto: Getty Images)

Mesmo com a prática, a mãe desabafou que a família agora se refere aos irmãos como gêmeos. “Tento não corrigir ninguém quando são chamados de gêmeos, mesmo que isso me aborreça um pouco. Minha mãe fez um comentário sobre meus quatro filhos, eu retruquei e disse a ela que tenho cinco filhos e ela deveria se lembrar disso”, foi nesse momento que a irmã da autora se intrometeu na discussão – e deu uma opinião.

“Minha irmã então se envolveu e essencialmente me disse para ‘desistir do meu sonho de trigêmeos’ porque tudo que eu faço é deixar todos desconfortáveis ​​quando eu menciono ele. Fiquei bastante inconsolável e comecei a brigar depois que levei as crianças para cima”. Ela ainda contou que os pais apoiaram a irmã e a chamaram de “dramática”.

Não demorou muito – talvez dez minutos, não posso deixar as crianças sem supervisão – mas, nesses dez minutos, chamei-a de idiota de coração frio e disse que ela nunca entenderia o sofrimento de perder um filho.

Ela discutiu com a família (Foto: Reprodução/ Getty Images)

Ela me chamou de dramática, os pais me disseram que se eu não me acalmasse, eles seriam forçados a me expulsar, então subi as escadas. Isso foi há três dias. Tudo ficou dez vezes mais estranho, e minha irmã ainda está agitada porque magoei seus sentimentos. Ela basicamente me disse que meu bebê morto não era importante e que estou sendo tratado como uma espécie de monstro por insultá-la”.

Nos comentários, a mãe recebeu apoio dos internautas – que entenderam sua maneira de lidar com a perda de um filho. “Sonho de trigêmeos? Seus filhos são trigêmeos, não é um sonho. Você literalmente perdeu um filho e a abordagem de sua família é agir como a criança nunca existiu. Sinto muito pela sua perda”, se solidarizou um internauta, seguido de “Ninguém tem o direito de colocar seu desconforto sobre o seu em relação a algo assim. Você tem cinco filhos, que nunca serão mudados por um deles ter falecido”.