Relato: “Meu irmão está furioso porque eu disse que a filha dele vai sofrer bullying por conta do nome”

O desabafo foi feito em uma rede social. O tio contou que a família é de origem indiana e o nome escolhido tem um lindo significado no país natal, mas outro completamente diferente nos Estados Unidos, onde moram

Resumo da Notícia

  • Um tio desabafou no Reddit após tentar alertar o irmão sobre o nome que daria para a filha
  • A família de origem indiana optou por um nome que tem um significado muito diferente nos Estados Unidos, onde moram
  • Os pais da bebê não gostaram da intromissão e descordaram da intromissão

Escolher o nome do filho é um dos grandes rituais com a chegada do bebê. Mas um pai ficou muito irritado quando o irmão tentou impedir ele e a esposa de colocar o nome que queriam no mais recente membro da família.

-Publicidade-
O tio desabafou nas redes sociais após o irmão não atender seu pedido (Foto: iStock)

Com a situação, o tio da bebê desabafou no Reddit. Sem se identificar, ele explicou que vem de uma família indiana e a esposa morreu. Por isso, seu irmão quis homenagear a cunhada colocando o nome dela na criança.

A questão é que a ex-esposa chamava Aanal (que significa fogo em indiano), porém eles vivem em Dallas, no Texas, onde a palavra tem outra conotação. “Obviamente, eu sinto muito, mas acabei dizendo que um nome como Aanal não funcionaria bem em um país como os Estados Unidos”, explicou.

No relato, ele também falou sobre os “riscos de erros de pronúncia”. “É um lindo nome na Índia, mas a filha deles sofreria bullying sem piedade nos Estados Unidos”, justificou. O homem também explicou que quando está na América, usa seu nome “americano” (Aaron), que é diferente do de nascença (Aadith) e acredita que o irmão deveria fazer o mesmo pela filha.

“Eu não quero que minha pequena sobrinha cresça e comece a sofrer bullying”. Segundo ele, ter um nome “americano” também oferece mais oportunidades e ajuda a respeitar a herança cultural. Mesmo com esse cuidado, os pais da bebê ficou muito bravo com a intromissão.

“Eles ficaram furiosos comigo e disseram que iriam dar esse nome para ela, e eu não sabia o que estava falando. Minha cunhada disse que não falaria comigo até eu me desculpar oficialmente com ela e fazer isso com sinceridade”, relatou.

Foi quando a discussão foi encerrada e o tio pediu que não “reclamassem com ele no futuro”. Junto do relato, ele pediu a opinião dos internautas, que concordaram com o posicionamento. “A criança vai ser torturada verbalmente”, dizia um dos comentários.