Relato: “Meu marido me acusou de traição depois que nossa filha nasceu negra”

A mãe contou em um fórum online sobre a reação furiosa do companheiro ao ver a cor da pele da bebê. Segundo ela, os dois são bem mais claros que a menina, mas isso não justificava os comentários racistas

Resumo da Notícia

  • Uma mulher contou no fórum online do Reddit que foi acusada de traição pelo marido após dar à luz a primeira filha do casal e a bebê nascer negra
  • Segundo o relato, ela e o companheiro são bem mais claros que a pequena
  • O teste de DNA confirmou a paternidade

Uma mulher contou no fórum online do Reddit recentemente uma situação que surpreendeu muitos leitores: ela foi acusada de traição pelo marido após dar à luz a primeira filha do casal e a bebê nascer negra. Segundo o relato, ela e o companheiro são bem mais claros que a pequena e o homem perdeu a cabeça quando viu a menina pela primeira vez, mesmo com a esposa jurando inocencia.

-Publicidade-
O teste de DNA confirmou a paternidade (Foto: Getty Images)

“Quando minha filha nasceu, sua pele era muito escura e parecia que ela poderia ter dois pais biológicos afrodescendentes. Meu marido ficou furioso, me acusou de traição e foi embora ali mesmo. Ele contou a todos os dois lados da família o que aconteceu, postou mensagens nas redes sociais e queria o divórcio. A família dele e muitos de nossos amigos ligaram para dizer como estavam chateados comigo e me chamaram de nomes realmente desagradáveis”, contou a anônima.

Semanas se passaram depois do parto sem que o marido fizesse algum contato com a companheira ou fosse ver a filha. Foi quando a mulher pediu para fazer um teste de DNA e o homem concordou. O resultado mostrava 100% de compatibilidade entre o pai e a bebê, mas o adulto ainda sim não deu o braço a torcer. Segundo a mãe, na mesma época um dos parentes do marido fez um teste de ancestralidade que indicava 30% de genes africanos.

-Publicidade-
O marido se arrependeu da situação (Foto: Getty Images)

“Desde então, ele tem entrado em contato e todos vieram se desculpar e, embora fosse bom ouvir as desculpas, o estrago já estava feito. Ele fez algumas observações muito racistas”, contou a mãe. “Jim está implorando por perdão. Ele me perguntou se eu ainda o amava e eu admiti que ele me mostrou seu pior eu e não sei se eu poderia viver com essa imagem. Eu não queria magoar, mas é como me sinto. Minha irmã sugeriu a Terapia de Casal, mas não acho que deveria trabalhar para consertar algo que não quebrei”, finaliza.

-Publicidade-