Relato: “Minha família quer que eu mude o nome da minha filha duas semanas após o nascimento”

Um pai foi até o Reddit fazer um desabafo depois que a cunhada descobriu que estava grávida e decidiu chamar o bebê da mesma forma que eles

Resumo da Notícia

  • Homem faz relato após família pedir que ele mude o nome da filha duas semanas após o nascimento
  • O nome foi escolhido pela cunhada
  • A cunhada, no entanto, descobriu uma gravidez que quer chamar a filha da mesma forma que eles
  • Ele pediu ajuda dos internautas

Um homem dividiu opiniões ao dizer que não mudará o nome da filha, apesar dos pedidos da família da esposa dele. Em um relato compartilhado no Reddit, ele explicou que o casal teve muita dificuldade para conseguir definir o nome da bebê durante a gravidez e não tinham conseguido definir quando o parto aconteceu, duas semanas atrás.

-Publicidade-
Eles demoraram para definir o nome (Foto: Getty Images)

Logo depois do nascimento, a irmã da esposa foi visitar o casal para conhecer o bebê e os dois decidiram pedir sugestões de nomes. A cunhada, então, contou que já tinha uma lista de nomes em potencial para os futuros filhos dela, dentre eles Freya. O casal amou esse nome e decidiram perguntar a mulher se poderiam usá-lo.

O pai contou que, embora ela estivesse “um pouco excitante no início”, ela concordou, já que “não estava planejando ter filhos em breve e provavelmente pensaria em mais nomes mais tarde”, contou ele. A opinião dela, no entanto, mudou rapidamente, após descobrir uma gravidez inesperada.

-Publicidade-

“Alguns dias atrás, a irmã da minha esposa descobriu que estava grávida. Ficamos muito felizes por ela, mas então eles vieram conversar e nos pediram para mudar o nome de nossa filha porque ela queria usá-lo para bebê deles.  Há uma semana e meia chamamos minha filha de Freya e já nos sentimos muito apegados ao nome, e ela já disse que poderíamos ficar com ele. Então, perguntamos se ela poderia usar um nome diferente e ela ficou brava e disse que escolheu o nome desde os 15 anos. Nós nos sentimos meio mal, mas ela nem sabe se o bebê será uma menina”, desabafou ele.

Logo após o relato, o pai decidiu pedir a opinião dos internautas sobre o caso. A publicação rapidamente se encheu de comentários. Alguns disseram ao pai para se manter firme, escrevendo: “Se ela não queria que você usasse o nome, não deveria ter sugerido”, enquanto outro disse: “Mudar de nome depois que o bebê nascer é um absurdo. Se ela sente tanta necessidade de dar esse nome ao filho dela, então que dê. Não acho grande coisas primos terem o mesmo nome”.

Outros disseram que ele era o culpado depois que o pai admitiu que a cunhada estava hesitante em compartilhar sua lista de nomes. “Você roubou o nome”, acusou uma. “Você sabia que ela realmente queria esse nome. Ela foi uma boba por dizer os nomes que ela ama. Se o bebê já nasceu, não é razoável pedir para você mudar o nome dela agora”, ponderou outra.

-Publicidade-