Repórter ucraniana vê casa que mãe e irmã moram sendo bombardeada ao vivo

Olga Malchevska estava conversando com a âncora da BBC World News quando o bombardeio ocorreu

Resumo da Notícia

  • Uma repórter ficou em choque ao filmar um bombardeio na Uncrânia
  • Olga Malchevska percebeu que o prédio que foi bombardedo era o que a mãe e a irmã moravam
  • Por sorte algumas horas antes hos civis tiveram que sair do prédio e por isso estão a salvo

Este é o momento comovente em que uma jornalista ucraniana da BBC fica quase sem palavras ao vivo ao ver imagens do apartamento bombardeado de sua mãe em Kiev. Em um clipe visto centenas de milhares de vezes nas mídias sociais, a jornalista Olga Malchevska é vista discutindo a situação na Ucrânia com a âncora da BBC World News, Karin Giannone.

-Publicidade-

A dupla fala sobre como os combates estão se aproximando de Kiev quando Malchevska diz que recebeu uma mensagem de sua mãe, que mora na capital ucraniana. Ela também revelou que um bloco de apartamentos bombardeados, retratado em vários meios de comunicação do Reino Unido hoje, é o mesmo que sua mãe foi forçada a fugir horas antes.

A repórter publicou nas redes sociais como o prédio que ela morava ficou após o bombardeio
A repórter publicou nas redes sociais como o prédio que ela morava ficou após o bombardeio (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Malchevska disse ao Daily Mail: “Acabei de receber uma mensagem de outra pessoa finalmente. Eu não conseguia falar com ela. Ela se refugiou. Ela está escondida no porão. Por sorte ela não estava em nosso prédio que foi bombardeado à noite.” Giannone respondeu: “E esse é literalmente o prédio sobre o qual estamos falando que foi destruído?”

Olga respondeu: “Sim. Quando nos disseram sobre entrar no estúdio ontem, eu não conseguia imaginar que, na verdade, às 3 da manhã, horário de Londres, eu descobriria que minha casa foi bombardeada. Essas fotos, aquela filmagem que todo mundo viu é literalmente minha casa. As pessoas foram evacuadas para a escola. Mas graças a Deus minha família está segura.”

Olga com a mãe
Olga com a mãe (Foto: Reprodução/Daily Mail)

Em seguida, são mostradas imagens dos apartamentos bombardeados, momento em que Malchevska disse: “Este prédio real é minha casa. Estou tentando ver onde fica meu apartamento porque eu morava no sexto andar.” Ela pode então ser ouvida soltando um suspiro antes de dizer: “Eu simplesmente não consigo acreditar no que estou vendo é em algum lugar onde eu morava.”

Isso ocorreu quando as forças ucranianas tomaram as ruas de Kiev hoje com tropas da guarda nacional fotografadas alinhando posições defensivas ao longo de uma rodovia pouco antes de os sons de tiros e explosões ecoarem enquanto lutavam contra as forças russas pelo controle da capital.