Rio de Janeiro deve liberar a obrigatoriedade do uso de máscaras em qualquer lugar na próxima semana

Na manhã desta quarta-feira, 2 de março, o secretário de saúde municipal de saúde Daniel Soranz comentou que não acredita que o número de casos de covid-19 deve aumentar nos próximos dias, mesmo com as aglomerações, por causa da vacinação

Resumo da Notícia

  • Rio pode liberar a exigência de máscaras em locais fechados a partir da próxima semana
  • Na manhã desta quarta-feira, 2 de março, o secretário de saúde municipal de saúde Daniel Soranz comentou que não acredita que o número de casos de covid-19 deve aumentar nos próximos dias
  • Entenda o caso

O Rio de Janeiro deve suspender o uso de máscaras a partir da próxima semana, conforme informações do secretário municipal de saúde Daniel Soranz. Na manhã desta quarta-feira, ele ainda admitiu que não acredita que os índices de contaminação da covid-19 devem aumentar após aglomerações do carnaval e, por causa disso, quer suspender a obrigatoriedade de máscara.

-Publicidade-

“A gente viu muitas aglomerações no período de carnaval, as pessoas se reunindo. A estratégia de limitar a entrada de turistas sem vacina na cidade do Rio de Janeiro funcionou. Ele é obrigado a apresentar o passaporte vacinal para ir aos principais pontos turísticos”, disse ele. “Certamente isso desestimulou a vinda de turistas não vacinados para a cidade, e a gente viu, com a nossa cobertura vacinal, que não teve um aumento de casos no período”.

O Rio de Janeiro deve suspender o uso de máscaras
O Rio de Janeiro deve suspender o uso de máscaras
(Foto: Getty Images)

Por causa das vacinas, inclusive, o secretário admitiu que acredita que não haverá um aumentos de casos de covid-19 nas próximas semanas. “É cada vez mais raro encontrar um caso grave de Covid na cidade. No último fim de semana a gente chegou a uma positividade de 3,9%. É uma queda bastante importante”, declarou Daniel Soranz.

Assim, ele destacou que é essencial, para a liberação do uso de máscaras, que a população se atente ao calendário vacinal e tome os imunizantes contra a covid-19. No ano passado, a cidade do Rio de Janeiro liberou o uso de máscaras em locais abertos e sem aglomeração. Agora, a reunião prevista para a próxima segunda-feira, 7 de março, deve definir se o estado vai liberar, de vez, a obrigatoriedade de máscaras.

“Na próxima segunda, o nosso comitê científico se reúne para decidir sobre a retirada da obrigatoriedade do uso de máscaras em locais fechados. Lembrando que no Rio já não é mais obrigatório a utilização de máscaras em locais abertos”, confirmou ainda o secretário, ao G1.

Recomendação da OMS

Em um comunicado emitido em agosto de 2021, a OMS anunciou as recomendações da organização sobre o uso de máscaras. No documento, os profissionais relataram que crianças maiores de 12 anos devem seguir os mesmos protocolos dos adultos, já para aquelas entre 6 e 12 anos, as regras são um pouco mais específicas, baseados nos fatores descritos acima.

Já para o grupo de crianças menores de 5 anos, o uso da máscara não é obrigatório. A decisão foi tomada a partir dos quesitos de segurança, além da necessidade do mínimo de assistência adequada quanto à utilização do acessório.

O papel das máscaras na proteção contra a covid-19

Mas, afinal, qual é a importância do uso de máscaras para a proteção contra a covid-19? A Dra. Letícia Kawano-Dourado, mãe de Inácio e Lúcia, médica pneumologista e pesquisadora que assessora a Organização Mundial da Saúde (OMS) na elaboração de diretrizes no tratamento do coronavírus, contou, em entrevista à Pais&Filhos, um pouco sobre a relevância do uso da máscara. ‘Ela não a única medida, mas tem sim papel central, junto com a ventilação do ambiente. As duas medidas mais importantes e que garantem maior segurança das pessoas nesses tempos de isolamento”, ressalta ela.

Na entrevista, ela também contou um pouco mais especificamente sobre o uso de máscara para as crianças e disse qual é a melhor máscara para os mais novos. Para ler na íntegra, basta entrar na nossa matéria clicando aqui.