Romana Novais mostra rotina para amamentar filha recém-nascida internada na UTI

Raika, nasceu prematura, com 32 semanas, na última quarta-feira (2) e está na UTI. A menina é fruto da relação com o DJ Alok, com quem tem Ravi, de 11 meses

Resumo da Notícia

  • Romana Novais usou o Instagram para mostrar a rotina após o nascimento de Raika
  • A menina nasceu prematura, com 32 semanas, na última quarta-feira (2)
  • Além de Raika, ela também é mãe de Ravi, ambos frutos da relação com DJ Alok

Na manhã desta segunda-feira, 07 de dezembro, Romana Novais usou o Instagram para mostrar a rotina após o nascimento de Raika. A médica acordou cedo para tirar leite para a filha recém-nascida, que nasceu prematura, com 32 semanas, na última quarta-feira (2). A menina é fruto da relação com o DJ Alok.

-Publicidade-
(Foto: Reprodução / Instagram @alok)

Romana, que precisou passar por um parto de emergência após ter complicações na gestação por causa da Covid-19, contou que vê a filha por vídeos pelo celular. “Tirando leite para levar para minha bonequinha na UTI”, escreveu Romana, que já está em casa, em um post no Instagram às 5h49.

Já o filho mais velho da médica e de Alok, Ravi, de 11 meses, está na casa dos avós, já que o DJ também está com Covid-19. Romana mostrou que também vê o pequeno por facetime.

-Publicidade-

Confira as imagens abaixo:

Romana mostrou como está a rotina após o parto de Raika durante a pandemia (Foto: Reprodução / Instagram @romananovais)

Parto de risco

Romana fez um desabafo sobre o parto de emergência (Foto: Reprodução / Instagram @romananovais)

Recentemente, Romana fez um desabado na rede social sobre  as dificuldades do parto, Na ocasião, ela contou que teve sangramentos e sentiu muitas dores. “A gente correu para o hospital sem pensar muito. Já passaram o acesso em mim na clínica mesmo e foram de carro. Só pensava que tinha que salvar minha filha, queria resolver tudo logo. Cheguei no hospital com muito medo. Ela nasceu muito rápido, eu não estava esperando. Nem esperava que eu fosse conseguir fazer um parto natural, estava com muita dor, mas ela precisava sair”, relatou.

A médica ainda contou que foi para a UTI logo após o parto, mas já está em casa cumprindo isolamento ao lado do marido, já Raika continua internada, apesar de estar bem. “Eu não posso visitá-la, mas vejo ela por Facetime. Isso pra mim é o mais difícil. Não vê-la, não poder tocar, amamentar. Mas diante de tudo que a gente viveu eu só tenho a agradecer a Deus por nunca abandonar minha família”, disse.

-Publicidade-