Rússia diz que 1º lote de vacina contra Covid-19 vai ser entregue em setembro

O ministro da Saúde do país, Mikhail Murashko, anunciou nesta segunda-feira que a Sputnik V deve ser aplicada em 40 mil voluntários ainda esta semana

Resumo da Notícia

  • O ministro da Saúde da Rússia, Mikhail Murashko, anunciou que o país irá entregar o primeiro lote da vacina contra o Covid-19 já em setembro
  • Os testes da fase 3 da Sputnik V, envolvendo 40 mil voluntários, tem previsão para começar nesta semana
  • A Rússia foi o primeiro país a registrar a vacina contra o novo coronavírus, no dia 11 de agosto

O ministro da Saúde da Rússia, Mikhail Murashko, anunciou nesta segunda-feira, 31 de agosto, que o país irá entregar o primeiro lote da vacina contra o Covid-19 já em setembro. Os testes da fase 3 da Sputnik V, envolvendo 40 mil voluntários, tem previsão para começar nesta semana.

-Publicidade-
A Rússia foi o primeiro país a registrar a vacina (Foto: iStock)

A expectativa do governo russo é de que 30 mil pessoas recebam o imunizante e 10 mil recebam o placebo durante a fase de testes. Nessa etapa, a eficácia e a segurança da vacina são testadas em larga escala. Profissionais da saúde e professores serão priorizados para receber o primeiro lote da Sputnik V.

“Quanto à vacinação contra o coronavírus, neste momento, simultaneamente, o aumento da produção e a observação pós-registro estão em andamento. Em primeiro lugar, claro, as vacinas serão fornecidas para profissionais de saúde e professores, e isso [vacinação] será absolutamente voluntária”, disse o ministro.

-Publicidade-

A Rússia foi o primeiro país a registrar a vacina contra o novo coronavírus, no dia 11 de agosto. Ela foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Moscou e testada em humanos por um pouco menos de dois meses. O anúncio foi dado pelo presidente do país, Vladimir Putin. Mikhail Murashko declarou na época que uma vacinação em massa na população estava prevista para o mês de outubro.

-Publicidade-