Sabrina Petraglia desabafa sobre corpo pós-parto: “Pensei em tomar remédio”

A atriz usou as redes sociais para falar sobre o que vem passando no puerpério em relação ao próprio físico

Resumo da Notícia

  • Sabrina Petraglia desabafa sobre cobranças com o corpo pós-parto
  • Ela contou que parou de usar algumas roupas por não se sentir bem consigo mesma
  • Ela disse que chegou a cogitar tomar remédios para emagrecer
  • A atriz de 37 anos é mãe de Maya, de 3 meses, e Gael, de 1 ano e 11 meses, frutos do relacionamento com o engenheiro Ramón Velázquez

Sabrina Petraglia usou as redes sociais para compartilhar um desabafo sobre as cobranças relacionadas ao corpo após dar à luz. A atriz de 37 anos é mãe de Maya, de 3 meses, e Gael, de 1 ano e 11 meses, frutos do relacionamento com o engenheiro Ramón Velázquez. Ela contou que vem passando por um período de muitas inseguranças sobre o próprio corpo.  “Estava fazendo umas fotos em casa — a cada dois meses faço fotos em casa com a família — e aí eu comecei a ficar triste. Comecei a ficar triste porque a Maya tem três meses e ainda não estou cabendo nas minhas roupas”, disse ela.

-Publicidade-
Sabrina Petraglia desabafa sobre cobranças com o corpo pós-parto (Foto: reprodução / Instagram @sabrinapetraglia)

No vídeo, ela chamou atenção sobre a necessidade de conversas sobre a realidade do corpo no puerpério. “Falei: ‘Não vou usar branco. Peguei o macacão preto’. Comecei a ficar encanada com os ângulos, olhava as fotos e falava: ‘Essa eu não vou postar porque estou enoorme’. Comecei a ficar triste’. Por quê? Minha vida está maravilhosa, tenho dois filhos maravilhosos. Demoramos nove meses para chegar ao tamanho que a gente fica ao gestar”, continuou.

“Para voltar é uma cobrança, principalmente a gente que é atriz. As pessoas cobram, a gente se cobra… É uma loucura. Cheguei a pensar: ‘Eu não vou usar mais branco’.  Pô, mas eu amo branco”, seguiu ela, contando que recebe algumas cobranças a mais por ser atriz.

Ela seguiu contando que chegou a pensar em tomar remédios para emagrecer. “Parei para amamentar minha filha e falei: ‘Vou tomar remédio, entrar em uma dieta radical e vou emagrecer a qualquer custo’. Aí, me questionei: ‘Por que eu tô pensando em tomar remédio? Como vou tomar remédio amamentando?’ Que loucura é essa gente? Não vou sacrificar esse momento que é tão maravilhoso e sublime para parecer mais magra para os outros. Estou feliz, estou amamentando e não vou tomar remédio”, disse.

“Tenho que ficar feliz como estou agora e tem que esperar. Vou fazer uma dieta para me sentir bem, ficar saudável, para amagrecer. Daqui a pouco, estou um pouco mais magra e está tudo bem. Demoram nove meses para ficar do jeito que você fica. Por que eu quero estar magra em três meses?”, completou ela, dizendo que agora pretende dar tempo ao tempo, para voltar a se amar.