Sabrina Sato desabafa sobre dificuldades na hora de amamentar Zoe e compartilha vídeo

Mesmo assim a apresentadora não desistiu

 

-Publicidade-
Sabrina e Zoe são superligadas (Foto: Reprodução/Instagram @sabrinasato)

Sabrina Sato, mãe de Zoe, entrou no clima da ‘Semana Mundial de Aleitamento Materno’ e resolveu compartilhar um pouco da experiência que é amamentar a filha. Aos oito meses de idade e já na introdução alimentar, a bebê ainda mama no peito.

A apresentadora falou que mesmo que as vezes ela sinta dor ao amamentar a filha, sabe que esse momento é muito importante e por isso insiste em continuar dando o peito para a Zoe, furto do relacionamento dela com o ator Duda Nagle.

-Publicidade-

“Essa foto é de hoje, os vídeos de outros dias. Porque hoje é Dia Mundial da Amamentação, essa experiência incrível, que alimenta a minha filha e também a nossa conexão. Continuo amamentando a Zoe em qualquer lugar e a qualquer hora. E isso me deixa mais realizada ainda, porque sei que não é fácil, muitas vezes é dolorido, e nem sempre possível. Hoje é também o seu dia, você que tentou de todas as formas amamentar seu filho. É por isso que devemos encarar a amamentação, sem julgamentos e, acima de tudo, com muito respeito“, escreveu.

Sabrina Sato ainda amamenta Zoe e tem muito orgulho disso (Foto: Reprodução/Instagram @sabrinasato)

A importância do leite materno 

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, para as crianças de até 6 meses de idade, o leite materno é um alimento tão completo que já tem a quantidade necessária de água para manter o bebê bem hidratado.

“Existem pesquisas que mostram que amamentar com leite materno faz com que as crianças tenham mais pontos de QI, maior desenvolvimento emocional e imunológico. Além disso, ele beneficia o trato gastrointestinal, a cavidade oral, é capaz de prevenir alergias e outras doenças, como a obesidade e o diabetes”, ressalta a consultora em aleitamento materno pela Universidade da Califórnia, Eneida Souza, mãe de Júlia, Beatriz e Daniel.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) orienta que o leite materno seja ofertado de forma exclusiva até o sexto mês de vida e, de maneira complementar, até os 2 anos de idade.

Leia também: 

Semana Mundial do Aleitamento Materno defende que a mulher possa amamentar sem julgamentos 

20 respostas sobre amamentação que toda mãe deve saber

5 coisas surpreendentes que podem afetar sua produção de leite materno 

-Publicidade-