São Paulo aumenta tratamento contra pernilongos durante onda de calor

Com o aumento da temperatura de São Paulo a quantidade de mosquitos e reclamação dos insetos aumentaram, a prefeitura intensificou combate contra eles

Resumo da Notícia

  • Com a chegada do calor, a reclamação dos mosquitos voltou a aumentar e a Prefeitura de São Paulo já voltou a tratar o problema
  • A maior incidência dos insetos é na zona norte, sul e leste
  • Com atraso para cuidar do Rio Pinheiros, com o calor o espaço concentrou ainda mais matéria orgânica aumentando ainda mais a quantidade de mossquitos

Com o aumento da quantidade de pernilongos por causa da onda de calor, reclamações em relação aos insetos tem aumentado significativamente em algumas regiões de São Paulo, principalmente as zonas norte, sul e leste, segundo a UOL.

-Publicidade-

Na última quarta-feira, 7 de outubro várias equipes da Vigilância em Saúde começaram a lidar com o problema nas ruas e continuam trabalhando até o próximo sábado do dia 17 de outubro. Os profissionais têm inseticidas, larvicidas e até jatos de água, principalmente nos bueiros e bocas de lobo.

É muito importante que o serviço continue nas periferias, segundo Werner Garcia, diretor da divisão de Vigilância em Zoonoses da capital, porque independente da distância da moradia do rio os mosquitos continuam a incomodar.

-Publicidade-
Com o calor a proliferação dos mosquitos aumentou, assim como o tratamento (Foto: Getty Images)

“As pessoas reclamam também em lugares longe do rio, porque principalmente a espécie que nós estamos falando – o Culex, que causa maior irritabilidade -, consegue se reproduzir em galerias subterrâneas e córregos canalizados. Então eles também saem pelas bocas de lobo e acabam entrando na casa das pessoas”, explicou o diretor.

Garcia também avisou que houve um atraso no início do tratamento do Rio Pinheiros de aproximadamente 9 semanas, que pelo inverno quente acumulou ainda mais matéria orgânica.

“Água, acesso, abrigo e alimento. Se na sua residência ou no edifício em que trabalha, você consegue travar esse quatro ‘as’, pode ter certeza que vai haver uma diminuição desses insetos dentro da sua casa”, adicionou o diretor de Vigilância em Zoonoses.

Os 21 bairros que estão recebendo o tratamento são: Casa Verde, Freguesia do Ó, Jaçanã, Pirituba, Santana, Vila Guilherme e Vila Maria na zona norte.

Aricanduva, Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Itaim Paulista, Itaquera, Mooca, São Mateus, São Miguel, Sapopemba e Vila Prudente na zona leste. Ipiranga, Jabaquara e Vila Mariana na zona sul.

-Publicidade-