São Paulo: Drone refaz percurso de 2020 e registra aumento de pessoas nas ruas em 2021

O isolamento social na cidade aumentou nesta semana em comparação à anterior, mas ainda é menor do que no início da quarentena, em março de 2020

Resumo da Notícia

  • Drone refaz percurso feito em março de 2020 e registra mais pessoas no Centro de SP
  • Apesar do aumento de pessoas, a taxa de isolamento é 14 pontos percentuais menor que 2020
  • Em março do ano passado, também só era permitido o funcionamento de serviços essenciais

Devido a pendemia do coronavírus, a cidade de São Paulo está em quarentena. Porém, segundo o G1, a taxa de pessoas em isolamento social na cidade aumentou nesta semana em comparação à anterior, mas ainda é menor do que no início da quarentena, em março de 2020.

-Publicidade-
Drone refaz percurso feito em março de 2020 e registra mais pessoas no Centro de SP (Foto: Getty Images)

Nas imagens capturadas pelo drone na capital, é possível ver o movimento de pessoas na rua maior que em março de 2020, quando se deu início a quarentena. De acordo com o levantamento do governo do estado, o índice de isolamento em toda a cidade nesta segunda-feira, 08 de março, foi de 41%. Em março do ano passado, quando as imagens de drone foram feitas pela primeira vez, o índice foi de 55%, ou seja, a taxa de isolamento é 14 pontos percentuais menor do que o ano anterior.

As imagens que foram registradas pelo drone nesta segunda-feira, 08 de março, foram realizadas nos mesmos locais do dia 27 de março do ano passado: Ponte da Liberdade, na Rua Galvão Bueno, Rua Boa Vista, Ladeira Porto Geral, Rua 25 de Março, Viaduto Santa Ifigênia, Rua Santa Ifigênia e Viaduto do Chá.

-Publicidade-

Na comparação, todos esses pontos tinham mais movimento do que no ano passado. Apesar da queda, o isolamento social tem aumentado nos últimos dias na capital em relação às últimas semanas: no sábado anterior (27), a taxa foi de 41% na capital. Neste sábado (6), aumentou para 44% – aumentando 3 pontos percentuais. Já na comparação entre os domingos, na semana passada (28), a taxa foi de 38% e, neste domingo (7), chegou a 50% – aumentando 12 pontos percentuais.

Desde o último sábado, 6 de março, a cidade de São Paulo está na fase vermelha do Plano SP de flexibilização. Ou seja, apenas serviços essenciais podem funcionar, como setores da saúde, transporte, imprensa, estabelecimentos como padarias, mercados e farmácias, entre outras atividades. Em março do ano passado, também só era permitido o funcionamento de serviços essenciais, embora as restrições ainda não tivessem fases definidas por cor.