São Paulo tem 80% das UTIs lotadas por coronavírus e especialistas temem colapso

O Hospital de referência Emílio Ribas, por exemplo, já está na sua capacidade máxima e não consegue receber outros pacientes para realizar o tratamento. O governo reforça a necessidade de isolamento social

Resumo da Notícia

  • São Paulo está com 80% dos leitos de UTIs sendo usados por conta da pandemia
  • Alguns hospitais, como Emílio Ribas, estão lotados e não conseguem mais receber pacientes
  • O governo reforçou a importância de respeitar a quarentena nesse momento
As pessoas da cidade deve permanecer em isolamento social

A pandemia do coronavírus começa a causar os primeiros prejuízos nos hospitais de São Paulo. Seis instituições públicas já apresentam a taxa de ocupação de leitos em 80%. As 30 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Hospital Emílio Ribas estão em uso.

-Publicidade-

Todos eles estão sendo usados para tratar casos de coronavírus. A maioria dos pacientes tem mais de 75 anos, mas tem alguns jovens também. “Com a UTI lotada só surge vaga quando alguém tem alta ou infelizmente morre”, explicou a assessoria do hospital ao Globo News.

Por isso, o hospital está negando em média 100 internações na UTI por dia. São Paulo vem apresentando picos de internações por covid-19 nos últimos dias. Até o momento, são mais de 11 mil casos confirmados no estado e mais de 770 mortes.

-Publicidade-

Esses números, de acordo com especialistas, mostram que a população deve mais do que nunca respeitar o isolamento social, pois, no momento tem se mostrado a forma mais eficiente de combate à doença.

De acordo com o governo, é preciso atingir 70% de adesão para evitar o colapso do sistema de saúde, enquanto, agora, apenas estamos com 50%. E não é apenas o Hospital Emílio Ribas que apresenta esses números alarmantes. O Hospital das Clínicas, por exemplo está com 83% dos leitos em uso.

 

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-