“Se eu pudesse pegar tudo e comprar minha filha de volta, eu faria”, desabafa mãe de Marília Mendonça

Ruth abriu o quarto intacto de Marília Mendonça após a morte da cantora, em dezembro do ano passado. Em conversa com Léo Dias, Ruth ainda falou sobre as saudades da filha

Resumo da Notícia

  • "Se eu pudesse pegar tudo e comprar minha filha de volta, eu faria", desabafa mãe de Marília Mendonça
  • Ruth abriu o quarto intacto de Marília Mendonça após a morte da cantora, em dezembro do ano passado
  • Em conversa com Léo Dias, Ruth ainda falou sobre as saudades da filha

Nesta quinta-feira, 17 de março, Ruth, mãe de Marília Mendonça, mostrou em entrevista com Léo Dias o quarto intacto da cantora e ainda falou sobre as saudades da filha em desabafo de arrepiar. Marília faleceu em dezembro do ano passado após acidente de avião.

-Publicidade-

Durante a conversa, Ruth desabafou: “Se eu pudesse pegar tudo isso e comprar minha filha de volta, eu faria. E ainda completou, “Daria minha vida. Ela era nova. Deus, se eu pudesse fazer isso, eu vou, e ela fica”.

“Nada disso tem valor”, diz ainda Ruth, apontando para as roupas de Marília no closet da cantora. “Tudo que ficou, se eu pudesse trazer ela de volta, se eu tivesse que voltar a vender coxinha, eu voltaria”. Ruth ainda afirmou que preferia ter a filha anônima se pudesse preservar a vida dela.

Entrevista

Nesta quinta-feira, 17 de março, a mãe de Marília Mendonça emocionou ao mostrar o quarto intacto da cantora, juntamente com o celular dela. Marília Mendonça faleceu em dezembro do ano passado, vítima de um acidente do avião em que estava com a equipe.

Desde então, dona Ruth publica vários conteúdos lamentando a morte da filha e falando sobre saudades. Contudo, hoje, em conversa com o portal Léo Dias, a mãe de Marília abriu a casa e mostrou que não desmontou e nem mexeu no quarto da filha em sua casa.

Dona Ruth não conteve a emoção na entrevista!
Dona Ruth não conteve a emoção na entrevista! (Foto: Reprodução/ Youtube/ Metrópoloes)

Durante a entrevista, Dona Ruth não conteve a emoção. “Se eu pudesse pegar tudo isso e comprar minha filha de volta, eu faria. Daria minha vida. Ela era nova. Deus, se eu pudesse fazer isso, eu vou, e ela fica”, disse ela, enquanto mostrava os detalhes do cômodo.

Ruth mostrou até o closet de Marília Mendonça
Ruth mostrou até o closet de Marília Mendonça (Foto: Reprodução/ Youtube/ Metrópoles)

Até o livro que Marília estava lendo antes de falecer foi conservado por Ruth. Além disso, a mãe da sertaneja ainda compartilhou um áudio que recebeu momentos antes da queda do avião de Marília. Confira o tour no quarto da cantora abaixo:

Marília Mendonça enviou áudios pouco antes de morrer

Ruth Moreira deu uma entrevista exclusiva à coluna do Leo Dias onde mostrou o quarto da filha intacto após o acidente, o celular de Marília Mendonça com um áudio gravado para Maraisa, antes do avião cair, e muito mais. O local estava da mesma maneira que Marília deixou ao sair de casa no dia 5 de novembro de 2021, horas antes do trágico acidente de avião que matou a Rainha da Sofrência, em Caratinga, Minas Gerais.

Ruth mostrou a roupa que Marília usava no acidente, ainda suja de óleo, e o celular que Marília usava durante o voo. Num dos momentos mais emocionantes da conversa com Leo Dias, a avó do pequeno Léo desabafou: “Voltaria a vender coxinha só para ter a Marília de volta”.

Mãe de Marília Mendonça mostra quarto da filha
Mãe de Marília Mendonça mostra quarto da filha (Foto: reprodução Instagram)

No celular usado por Marília durante o voo, foi possível ver vídeos que a cantora fez dentro do avião e uma imagem toda preta, feita na hora exata da queda da aeronave, às 15h17. Há ainda uma mensagem de áudio que Marília mandou para Maraísa na madrugada daquele mesmo dia trazia uma pergunta, feita em tom de brincadeira: “Meu Deus, será que eu vou morrer?” A reportagem completa irá estrear hoje, na coluna Leo Dias.

No mês passado, a família de Marília Mendonça recebeu o vestido que ela usava quando morreu. A cantora estava usando um vestido quadriculado branco e preto no dia do acidente aéreo. No dia 10 de fevereiro, a empresária deu uma declaração sobre o momento em que pegou as roupas na mão pela primeira vez.