Segredo da felicidade: Avó de 90 anos viraliza na internet ao compartilhar lado bom de envelhecer

A mulher abriu conta no Instagram em 2018 e em 2 anos conseguiu acumular mais de 100 mil seguidores na plataforma

Resumo da Notícia

  • Uma avó de 90 anos conquistou a internet graças à sua paixão pela positividade e ao lema: “Não há tempo para ficar triste, seja grato”
  • No próprio perfil do Instagram, Lícia Fertz mostra como aproveitar a vida com o máximo de entusiasmo
  • Ela abriu a conta em 2018, aos 88 anos e, graças ao sobrinho Emanuele, em 2 anos chegou a ter mais de 100 mil seguidores

Uma avó de 90 anos conquistou a internet graças à sua paixão pela positividade e ao lema: “Não há tempo para ficar triste, seja grato”. No próprio perfil do Instagram, Lícia Fertz mostra como aproveitar a vida com o máximo de entusiasmo.

-Publicidade-

Ela, segundo o Só Notícia Boa, abriu a conta em 2018, aos 88 anos e, graças ao sobrinho Emanuele, em 2 anos chegou a ter mais de 100 mil seguidores, fascinados pelo estilo de vida da italiana.

O perfil conhecido como “Buongiorno Nonna” ainda diz: ‘‘Envelhecendo graciosamente desde 1930′. Com roupas coloridas e o desejo de quebrar estereótipos da idade, ela explica como curtir a vida a qualquer momento, em qualquer idade, entre altos e baixos, e até como lidar com dificuldades.

Ela conta que olha para vida sempre com positividade (Foto: Reprodução/ Instagram)

“Não há tempo para ficar triste” é uma frase que permeia a vida da idosa, que soube manter o sorriso e a vontade de viver mesmo diante dos momentos tão difíceis que teve de enfrentar.

Ela perdeu o marido, após mais de 60 anos de casamento. Depois viu a morte da única filha, quando seu sobrinho, Emanuele, tinha apenas 4 anos. “Sempre há uma maneira de se levantar e voltar a viver, mesmo depois das piores adversidades. Sempre. Enquanto respiramos, podemos ter esperança, nunca sucumbir, porque a vida continua”, contou.

Ela revelou o segredo da felicidade (Foto: Reprodução/ Instagram)

“Ser feliz é uma escolha, uma escolha que qualquer um pode fazer em qualquer idade. Equivoca-se quem pensa que na velhice a vida acabou, ou que temos que deixar de lado e desistir de curtir a vida. Os chamados ‘velhos’ ainda têm muito para dar, para fazer e muita felicidade para poder viver”, continuou.

Com uma autobiografia Lícia conclui:  “Quando você tem noventa anos, pensar no passado pode ser perigoso, porque a tristeza pode bater nas suas costas. Pensar no futuro também não é fácil, quando o pôr do sol está próximo do nascer do sol. O caminho para a felicidade é olhar para o presente”.