Seis capitais começam a vacinar hoje crianças a partir de 3 anos contra a covid-19

Na semana passada, a Anvisa liberou a aplicação da vacina Coronavac para esta faixa etária

Resumo da Notícia

  • Ao menos seis capitais começam a vacinar crianças a partir de 3 anos, contra a covid-19, nesta segunda-feira
  • A imunização já está confirmada nas seguintes capitais:  Fortaleza (CE), São Luís (MA), Belém (PA), Boa Vista (RR), Manaus (AM), Salvador (BA) e segue também na capital carioca
  • No dia 13 de julho, a Anvisa autorizou a aplicação da Coronavac, nesta faixa-etária

Várias cidades do país dão início a vacinação contra a covid-19 para as crianças a partir de 3 anos, nesta segunda-feira. A imunização já está confirmada nas seguintes capitais:  Fortaleza (CE), São Luís (MA), Belém (PA), Boa Vista (RR), Manaus (AM) e Salvador (BA). O Rio de Janeiro, o primeiro município a vacinar essa faixa etária, também segue o esquema de vacinação que começou na última sexta-feira, dia 14 de julho.

-Publicidade-

A cidade de São Paulo informou, por meio de nota, que ainda não possui uma data para começar essa vacinação e que aguardam o calendário vacinal do Programa Estadual de Imunizações (PEI). Na capital paulista, cerca de 313.826 crianças entre 3 e 4 anos de idade estão elegíveis, sendo, 155.608 com três anos e 158.218 com quatro anos.

(Foto: Shutterstock)

Na semana passada, a Anvisa aprovou a aplicação da vacina Coronavac em crianças a partir de 3 anos. Até então, no Brasil, só estava liberada a vacina contra a covid-19 para crianças de 5 anos ou mais, com a vacina da Pfizer e a partir de 6 com a Coronavac.

Importante lembrar que é necessário um acompanhante maior de 18 anos e levar um documento de identificação da criança e a carteirinha de vacinação.

Acompanhe como fica a vacinação nas capitais:

Fortaleza

A Prefeitura de Fortaleza tem a expectativa de atender 74,7 mil crianças dessa faixa etária. A aplicação ocorrerá sem a necessidade de agendamento prévio. para ter acesso a programação diária basta acessar o portal da Prefeitura de Fortaleza.

Nesta segunda-feira (18/07), a vacina estará disponível nos shoppings Central, Iguatemi, RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy, Sesi Parangaba e drive do Centro de Eventos, além de alguns postos de saúde, que serão divulgados posteriormente.

Boa Vista

Segundo a Prefeitura, as doses da vacina para essa faixa etária estão disponíveis em 13 unidades básicas de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h. Também no espaço kids, do Terminal Luiz Canuto Chaves, de segunda a sábado, das 8h30 às 17h. Para a vacinação é necessário a criança estar acompanhada dos pais ou responsáveis, e ter em mãos o cartão de vacina, cartão SUS ou CPF.

Manaus

Com o objetivo de fortalecer a proteção contra a Covid-19, a Prefeitura de Manaus disponibiliza ao longo desta semana, de 18 a 22/7, 85 pontos de vacinação estrategicamente localizados em todas as zonas geográficas da capital, que ofertarão o imunizante também para adultos e idosos.

Para facilitar o acesso ao imunizante, a Semsa está realizando o atendimento em horários diferenciados, levando em consideração também o porte dos estabelecimentos de saúde. No período das 8h às 16h, a vacina será ofertada nas unidades de pequeno porte, e das 8h às 17h, nas de atendimento regular. As unidades de horário estendido estarão à disposição do público das 8h às 20h.

Belém

Na capital paraense a imunização estará disponível em UBS, shoppings e três hospitais. A expectativa é imunizar 30 mil crianças na capital paraense. No entanto, excepcionalmente no mês de julho, a imunização ocorrerá apenas nos dias úteis.

São Luís

O prefeito da cidade, Eduardo Braide, fez o anúncio através das redes sociais e reforçou que as crianças poderão ser vacinadas nos 51 postos espalhados pelo município.

Salvador

Na capital baiana, a imunização das crianças a partir de 3 anos vai acontecer nos 37 postos de saúde espalhados por todas as regiões da cidade.

Saiba como foi a liberação

Que notícia boa! Em decisão unânime, a Anvisa liberou a aplicação da vacina Coronavac para crianças de 3 a 5 anos de idade, inclusive aquelas imunossuprimidas – com baixa imunidade. O imunizante já estava sendo aplicado em crianças de 6 a 12 anos de idade. Entretanto faltavam ainda alguns documentos que comprovassem a segurança para essa faixa etária.

O pedido de liberação foi enviado pelo Instituto Butantan no mês de março, mas a Anvisa negou a autorização por falta de dados que comprovassem a segurança para esse tipo de imunização. Na tarde de hoje, os diretores da Agência se reuniram para uma votação em relação aos benefícios e riscos da imunização. Os especialistas analisaram os resultados de estudos realizados em outros países, mas também os dados relacionados comportamento da covid-19 aqui no Brasil entre crianças dessa idade.

O aumento de óbitos em menores de 5 anos foi um dos pontos destacados pela gerente de farmacovigilância Helaine Capucho. Em sua apresentação ela cita um aumento de 74% na mortalidade nesta faixa etária, quando comparado o período mais crítico de transmissão da doença desse ano com o ano passado. Além disso, ela reforçou a importância das atividades escolares e o risco que as crianças correm expostas nesses ambientes.  Durante o evento os participantes citaram também preocupação com os baixos índices de vacinação infantil contra a covid-19 que contribuem para disseminação da doença.

Além da Coronavac, o imunizante da Pfizer também já foi liberado pela Agência, no ano passado, e já é aplicado em crianças a partir de 5 anos de idade. e por falar na vacina da Pfizer, um outro estudo está sendo realizado, em São Paulo, para a aplicação em bebês de a partir de 6 meses de idade.

Assista agora o POD&tudo, o podcast da Pais&Filhos com a Miá Mello: