Sem nojo! Como explicar para o seu filho o que é o pum

Segundo os especialistas, o papel dos pais é encontrar um ponto de equilíbrio entre o que é normal e o que é adequado

Resumo da Notícia

  • Falar sobre gases com crianças pode ser desafiador
  • É natural que os filhos fiquem curiosos e façam perguntas sobre o assunto
  • Os pais devem explicar o processo de maneira fácil. Veja as dicas

É um belo dia quando, de repente, os filhos pequenos acordam e ficam obcecados pelo próprio cocô e pum. Sim, isso acontece. A partir daí, tudo que passar na frente das crianças vai virar motivo para fazer uma piada sobre o assunto. Você estará tranquila no sofá ouvindo seu filho gritar “cocô” com toda a força do mundo – onde quer que ele esteja.

-Publicidade-
O assunto precisa ser abordado com os filhos (Foto: Getty)

E se essa pergunta ainda não apareceu na sua casa, não pense que está sendo privilegiada; ela vai aparecer. Provavelmente será na fase dos questionamentos, que é quando a criançada resolve explorar o universo inteiro com as duas palavras mais poderosas do mundo: “Por que?”.

Ryan Peterson, M.D., pediatra da Austin Regional Clinic, no Texas, diz que abordar um tópico complexo como as flatulências e torná-lo mais simples para as crianças é fundamental. “É um ponto de equilíbrio entre normalizar a ação e também não incentivá-la”, diz ele. Algumas dicas podem ser úteis para encontrar esse ponto perfeito entre o entendimento e as boas maneiras:

-Publicidade-

Use imagens e livros

A explicação pode ser mais fácil do que você imagina (Foto: Getty Images)

“Você pode desenhar para explicar onde ocorrem os gases e falar sobre prevenção”, diz o Dr. Peterson. Se vocês não se sentirem confiantes com o próprio talento artístico, ele recomenda livros infantis que podem ajudar na hora de comunicar às crianças sobre o que está acontecendo com seu corpo.

Pule a frase “estou com gases”

Stanton Malowitz, M.D., que se especializou em gastrenterologia pediátrica num hospital no Texas, diz que em vez de usar “grandes termos médicos“, a dica é falar com as crianças no nível delas. “Não vou dizer que ela está com gases ou flatulência, geralmente direi apenas que todo mundo solta pum. Isso o torna [o desconforto] engraçado e menos assustador para uma criança”.

A maioria de nós consegue dizer “todo mundo solta pum”, em vez de explicar o sistema em termos técnicos. O Dr. Peterson também recomenda que, se uma criança estiver com problemas de saúde, os pais devem manter um diário do que o filho está comendo, para que seja mais fácil identificar uma possível causa do desconforto. “É melhor identificar o gatilho em vez de eliminar frutas e vegetais importantes”, diz ele.

Fale sobre alimentos que causam o problema

(Foto: Getty Images)

Para ajudar a explicar o que causa gases, os pais também podem listar alimentos que podem causar gases, como feijão, legumes, certos grãos inteiros e vegetais, goma de mascar ou refrigerantes. E uma maneira simples de explicar o cheiro é dizer às crianças que as bactérias em seu intestino podem produzir compostos que contêm enxofre… Mas isso provavelmente irá passar direto pela cabeça de uma criança. Outra opção é ensinar de maneira prática, mostrando alimentos decompostos.

Tranquilize-os de que “soltar pum” é normal

O mais importante, porém, é garantir para as crianças que todo mundo solta pum. Isto é, não passa de uma função corporal natural e normal, causada pela expulsão de ar e gás de seu corpo. Essa explicação vai ajudar, mas não há garantia de que seu filho irá parar com as piadas inconvenientes. Isso pode levar um pouco de tempo e muita paciência.

-Publicidade-