Família

“Sem pânico!”, Dr. Claudio esclarece a notícia da interdição de parques em São Paulo

Zoológico de SP, Zoo Safari e Jardim Botânico serão fechados após a morte de um macaco por febre amarela

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Depois que um macaco bugio foi encontrado morto por febre amarela, a Secretaria Estadual da Saúde soltou uma nota de que o Zoológico, Zoo Safari e Jardim Botânico, na Zona Sul de São Paulo, serão interditados temporariamente. Além disso, outras cidades como Jabaquara, Cidade Ademar, Cursino e Sacomã vão entrar na campanha de vacinação.

Segundo nosso pediatra, Dr. Claudio Len, pai de Beatriz, Silvia e Fernando, é provável que outros parques da capital comecem a ser interditados. “Mesmo assim não há motivos para pânico, essas medidas são preventivas. Elas ajudam os especialistas a avaliarem a situação”, explica o especialista.

Outra coisa, o doutor também disse que as famílias que estiveram nestes parques no último fim de semana não precisam se preocupar. Para a febre amarela urbana ser transmitida para um humano é necessário que o macaco contaminado seja picado especificamente pelo mosquito Aedes aegypti e depois o inseto pique um humano, transferindo a doença de um para o outro.

A vacinação é a melhor forma de prevenção. “Embora estejam anunciando que a dosagem da vacina que os postos estão oferecendo é menor, ela é igualmente eficaz”, comenta Dr. Claudio. E não se esqueça, pode usar e abusar do repelente!

Leia também: 

Febre amarela: Zoológico, ZooSafari e Jardim Botânico fecham em São Paulo

Fique de olho! Imunologista esclarece dúvidas sobre a febre amarela

Prevenção contra febre amarela: São Paulo fecha 15 parques

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não