Será?! Casal encontra possível objeto espacial no interior do Paraná

João Ricardo e Joseane, encontraram um pedaço de metal, acreditando ser um possível lixo espacial em uma propriedade rural localizada em São Mateus do Sul, no Paraná. Especialistas estão analisando o objeto

Resumo da Notícia

  • Casal encontra possível objeto espacial
  • Especialistas estão analisando o caso
  • O pedaço de metal foi encontrado em São Mateus do Sul, Paraná

Nesta última quarta-feira, 16 de março, o casal João Ricardo e Joseane, encontraram um pedaço de metal, acreditando ser um possível lixo espacial em uma propriedade rural localizada em São Mateus do Sul, interior do Paraná.

-Publicidade-

Especialistas acreditam que o objeto pode ser um pedaço de um foguete. “Ele encontrou a peça e disse ‘Jô, achei um negócio no meio do mato, venha ver’. Aí eu fui e levei o celular. Mas não tive coragem de encostar”, contou Joseane ao g1. 

 Casal encontra possível objeto espacial no interior do Paraná
Casal encontra possível objeto espacial no interior do Paraná (Foto: Reprodução / Portal RDX)

“Eu ouvi um barulhão, umas 5h. Eu pensei que alguma coisa tinha explodido aqui perto, mas fui lá fora e não vi nada. Como o terreno é grande e trabalhamos com eventos, não é sempre que andamos por tudo, aí não achamos antes”, disse ela.

O físico e professor de Física da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Rogério Toniolo, afirmou que o objeto indica ser um lixo espacial.  “Tem todo jeito de ser um lixo espacial que caiu. Aparenta ter passado por temperatura alta, tem uma parte interna toda preta que pode ser por queima de combustível… Então, sim, pode ser uma seção de um foguete que resistiu a queima da atmosfera e atingiu o solo”, disse.

Casal encontra possível objeto espacial no interior do Paraná
Casal encontra possível objeto espacial no interior do Paraná (Foto: Reprodução / Portal RDX)

“A SpaceX tem lançado muitos foguetes e produzido bastante lixo espacial, então eu diria que tem uma certa possibilidade de que seja alguma parte de foguete deles”, continuou.

“Estes destroços geralmente são pulverizados na atmosfera da terra, pouca coisa cai. A maioria cai no oceano. Mas não é descartada a possibilidade de um destroço cair em terra. Pelo tamanho, sim, parece ser um pedaço de fuselagem de foguete”, afirmou o astrônomo, Diego Bastiani.