Sérgio Mamberti, de Castelo-Rá-Tim-Bum, fala sobre bissexualidade aos 82 anos

O ator teve dois longos casamentos na vida: Vivian Mehr por 18 anos, com quem teve três filhos, e depois Ednaldo Torquato por 37 anos, com quem adotou uma filha

Resumo da Notícia

  • Ator Sérgio Mamberti revelou ser bissexual em nova biografia 'Senhor do tempo'
  • Ele atuou como Dr. Victor na série Castelo-Rá-Tim-Bum
  • Durante a vida amorosa, teve dois relacionamentos longos: uma mulher (Vivian Mehr) por 18 anos, com quem teve três filhos, e depois um homem (Ednaldo Torquato) por 37 anos, com quem adotou uma filha
  • Sérgio encontra-se viúvo de ambos

O ator Sérgio Mamberti, de 82 anos, famoso por interpretar Dr. Victor na série Castelo-Rá-Tim-Bum, revelou a a história de amor que viveu. Ele contou que é bissexual na nova biografia ‘Senhor do tempo’, onde fala sobre o casamento com a melhor amiga, Vivian Mehr, que o deixou viúvo em 1980. Ele também comentou sobre o relacionamento que teve com Ednaldo Torquato.

-Publicidade-

Sérgio publicou a biografia na editora do Sesc. (Foto: Reprodução/ Instagram/ @sergiomamberti)

Vivian foi a primeira companheira dele, com quem teve os três filhos, Fabrício, Carlos e Eduardo. Ele conta que o médico a diagnosticou com asma, mesmo não acreditando que ela tivesse algo mais sério. Após a morte dela em 1980, ele ficou viúvo e passou anos se recuperando do vazio por meio da atuação.

“Nós tínhamos uma sincronia de pensamentos e de criatividade, embora fossemos bem diferentes. Acompanhei a Vivian até os últimos momentos dela, foi um dos momentos mais difíceis que passei na minha vida. Fiquei quase dois anos me recuperando”, conta o ator sobre a esposa em entrevista ao Notícias na TV.

Um tempo depois, ele começou a se relacionar com Ednaldo Torquato, com que viveu por 37 anos  em cumplicidade, respeito e carinho. Sérgio conta que a família sempre soube da relação. “Como é que eu ia esconder dos meus filhos que eu estava com um companheiro, sendo que ele morava comigo?”, explica ele. Com o parceiro, o ator adotou Daniele, sua única filha mulher.

O ator perdeu o companheiro em 2019, com 62 anos. Sérgio relatou o fato de, como Ednaldo era mais jovem do que ele, sofria de depressão e não conseguia se estabelecer profissionalmente. O companheiro teve a síndrome que se chama Wernicke-Korsakoff, causada por deficiência nutricional ocorrida, principalmente, pelo álcool que causa confusão mental. “Sei que nunca vou me recuperar dessas duas perdas, mas a vida exige coragem e esperança para seguir em frente”, escreveu ele no livro sobre o luto pelos seus dois companheiros.