Seria um sonho? Novo aparelho promete controlar as dores da fibromialgia

Segundo pesquisa, o recurso desenvolvido no Brasil beneficiou 90% das pessoas que têm a doença

Demonstração do aparelho que une ultrassom e laser para controlar as dores da fibromialgia (foto: reprodução/Facebook)

Fibromialgia é uma síndrome que causa dores pelo corpo, fraqueza e além de não ter cura muitas gestantes têm. Para a felicidade delas existe agora um novo método que promete melhorar a vida de quem sofre da síndrome. Trata-se de um aparelho que combina duas técnicas já usadas na fisioterapia – o laser e o ultrassom – e que foi desenvolvido pelo Instituto de Física de São Carlos (IFSC), da Universidade de São Paulo.

-Publicidade-

O estudo é com um dispositivo que une as duas luzes é chamado de fotossônico, já foi testado em pessoas com artrite e os resultados a longo prazo foram positivos segundo os cientistas. Houve uma diminuição da dor em 90% dos voluntários e de 60 a 70% deles classificaram o alívio como “muito bom”.

Junto do equipamento, os pesquisadores apresentaram uma abordagem inédita: a aplicação é feita apenas na palma da mão. São três minutos em cada uma, duas vezes na semana. O efeito benéfico surgiria após dez sessões.

-Publicidade-

Como funciona?

Gestantes com o quadro da doença possuem mais células sensoriais na palma da mão. Segundo algumas linhas de pesquisa, a dor estaria relacionada a essa alteração na extremidade do corpo, que promoveria uma menor tolerância a qualquer desconforto. Por meio das mãos, a aplicação do fotossônico afetaria o resto do corpo.

As ondas do ultrassom são emitidas e, dentro do corpo, estimulam os vasos sanguíneos. Isso melhora a circulação e o metabolismo da região. Enquanto o laser faz a luz penetrar nos tecidos, o que desencadeia a liberação de endorfinas, substâncias que ajudam a inibir a dor.

Outra função do laser é aumentar a produção de ATP, a molécula que leva energia às células. Esse fenômeno parece reduzir a fadiga, outra consequência clássica da fibromialgia.

O tratamento

Atualmente, ele é feito com remédios, principalmente anti-inflamatórios e antidepressivos, e abordagens não farmacológicas. Entram na lista fisioterapia, exercícios físicos controlados e psicoterapia, que ensina táticas para lidar com o sofrimento constante. A acupuntura também ajudaria no controle dos sintomas.

O novo aparelho está em fase final de aprovação na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e deve chegar em breve ao mercado.

Leia também: 

Grávida de um anel? Mãe se assusta com ultrassom e compartilha a foto nas redes sociais 

Pai vê algo incomum durante o ultrassom da esposa e compartilha a foto: “Grávida de um carro?”

Thaeme mostra vídeo de ultrassom e se diverte com Liz bocejando

-Publicidade-