Shantal Verdelho solicita afastamento das atividades médicas de Renato Kalil após acusação

A petição foi feita após ser vítima de violência obstétrica pelo médico durante o nascimento da filha, Domenica

Resumo da Notícia

  • Shantal foi vítima de violência obstétrica
  • Ela solicitou a suspensão preventiva do médico Renato Kalil
  • O advogado de defesa confirmou a ação

A influenciadora digital Shantal Verdelho, vítima de violência obstétrica, afirmou que pediu a suspensão das atividades médicas de Renato Kalil ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP).

-Publicidade-

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, foram ouvidos 18 depoimentos sobre o caso de Shantal e o marido, Mateus Verdelho. No entanto, o advogado de defesa da família, afirmou que a artista quer evitar que o médico faça novas vítimas.

“Após a descoberta de diversos crimes por ele praticados, muitos deles no exercício da medicina, significa conceder um salvo-conduto ao investigado para que pratique novos crimes, contra mais vítimas. E mais: demonstrará absoluta falta de respeito com as vítimas desses crimes, que buscam não apenas a punição do investigado pelos seus atos, mas principalmente a prevenção dessas práticas, considerando o grande sofrimento que passaram”, afirmou a petição, em nota.

Shantal Verdelho solicita afastamento das atividades médicas de Renato Kalil após acusação
Shantal Verdelho solicita afastamento das atividades médicas de Renato Kalil após acusação (Foto: Hanna Rocha)

Shantal também confirmou a solicitação em entrevista à Vogue Brasil. “Quando a história veio a público, soubemos que o CREMESP e o hospital em que ele exerce a profissão investigariam sua conduta. Com isso, ficou subentendido que as vítimas seriam ouvidas pelos órgãos e, consequentemente, o CRM do médico seria suspenso. Porém, ao percebermos que nada estava sendo feito, decidimos entrar com o pedido, de modo que outras pessoas não sofram com qualquer tipo de violência, seja por abuso ou assédio ou por todas as queixas que estão sendo postas em relação a ele”, disse o comunicado de defesa.

“Com a inclusão da mídia no caso, logo no início, tomamos todas as medidas cabíveis junto a parte policial e, na mesma ocasião, foi informado que o CREMESP abriu de ofício de procedimento administrativo disciplinar em face de Renato Kalil. Passados dois meses, não houve qualquer resolução. Logo, Shantal pediu a habilitação nos autos, como parte legítima, e solicitamos a suspensão preventiva do profissional, baseada em lei e nas normativas do Conselho, e de modo a proteger a população de modo geral”, concluiu.

Entenda o caso

A influenciadora Shantal sofreu violência obstétrica durante o parto da filha mais nova Domênica. Segundo um áudio vazado, o médico que realizou o parto teria dito palavrões e insultado a influenciadora durante o procedimento, Renato Kalil afirmou que não houve nenhum tipo de agressão e que Shantal teria elogiado o parto durante os 30 dias.

“Confesso que não estou muito bem, é difícil não me ver bem, emocionalmente falando”, disse a influencer. “É uma história realmente pesada”. Em áudio de conversa íntima vazada nas redes sociais, a influencer acusou Kalil de usar palavrões contra ela durante o parto e expor sua intimidade para o pai da criança, Mateus Verdelho, durante o procedimento e também para terceiros.

“Queria pedir para vocês compreensão, porque esse é um assunto que me constrange, é um assunto íntimo. Pelo menos um assunto que era para ser íntimo, não era para ter saído do âmbito familiar e das minhas amigas mais próximas. E que envolve a minha filha, e o rostinho dela em as notícias, de uma bebezinha de três meses”, disse Shantal em seu perfil no Instagram. Leia a matéria completa aqui.