Simone fala sobre retirada do útero depois de problema no pós-parto e conta detalhes da cirurgia

Seis dias após passar por um procedimento para remover o útero, Simone explicou o que aconteceu e contou sobre sua recuperação

Resumo da Notícia

  • Simone Mendes passou por uma cirurgia de retirada do útero
  • O problema foi causado por causa da adenomiose
  • A cantora teve um sangramento contínuo três meses após dar à luz Zaya

Nesta quinta-feira, 3 de junho, Simone Mendes compartilhou um vídeo no YouTube para falar sobre sua cirurgia de retirada de útero, que aconteceu no último final de semana. O motivo do procedimento foi devido uma adenomiose, após o nascimento da segunda filha, Zaya, fruto do relacionamento com Kaká Diniz.

-Publicidade-

“Antes defazer essa cirurgia eu tentei de tudo, mas não consegui reverter o problema com remédios. Então por esse motivo estou indo para o hospital fazer a cirurgia”, explicou a cantora. Em seguida, Simone falou sobre o motivo de realizar o procedimento e deu detalhes da adenomiose.

Simone teve um sangramento contínuo três meses após o parto de Zaya (Foto: Reprodução / Instagram / @simoneses)

“Depois que eu tive a Zaya, eu não parei de sangrar após o nascimento dela, cerca de 30 dias, que é a média para parar o sangramento após o parto. Então, não parou de sangrar e ele seguiu de forma contínua, permaneceu pelo segundo mês e começamos a investigar para saber qual seria o meu problema e descobrimos que eu estava com adenomiose. Hoje, fazem três meses que eu ainda estou sangrando”.

Depois da cirurgia, Simone digitou algumas frases no celular: “Graças a Deus estou bem! Com fome kkk”. Em seguida, ela agradeceu o marido por todo o apoio e sua amiga, Patrícia: “Te amo, Kaká. Obrigada por tudo. Obrigada, Paty, te amo”.

Durante a recuperação ainda no hospital, o médico de Simone deu detalhes: “A cirurgia foi trabalhosa por causa do pós-parto recente. Agora só cuidado com a sutura vaginal, é muito importante”. Com bom humor, Kaká Diniz pergunta quando poderá “namorar” com Simone outra vez e o médico responde: “Garantido, só depois de 40 dias por causa da sutura”, conclui.

Assista ao vídeo completo: