Sobem para 3,7 mil mortes provocadas pelo coronavírus e 54 mil casos confirmados no Brasil

Nelson Teich disse que o governo já distribuiu 2,5 milhões de testes, e que no total o Brasil vai adquirir 46,2 milhões, e que a Opas, Organização Pan-Americana de Saúde Brasil, vai entregar 500 mil a cada três dias, de um total de dez milhões

Resumo da Notícia

  • O  novo ministro da saúde promete apresentar diretrizes e políticas a serem seguidas por estados e município
  • Teich já afirmou que planeja uma nova forma de testagem para entender como o vírus está se espalhando em cada região
  • As mortes causadas pelo coronavírus no Brasil, subiram para 3.670 nas últimas 24 horas
O governo já distribuiu 2,5 milhões de testes (Foto: Getty Images)

No Brasil, o balanço exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de saúde aponta 3,7 mil mortes provocadas pelo coronavírus e 54 mil casos confirmados da doença em todo o país.

-Publicidade-

Nesta última sexta-feira, 24 de abril, Nelson Teich,  ministro da Saúde,  confirmou a liberação de recursos para reforçar leitos de UTI usados no tratamento do novo coronavírus. As informações foram divulgadas em uma rede social do ministro da Saúde, não houve coletiva.

Nelson ainda informou que, a partir desta sexta, 2 de maio, 1.761 leitos de UTI passam a receber recursos exclusivos para o coronavírus: R$ 255,6 milhões repassados em três meses. O governo vai pagar o dobro para que esses leitos fiquem reservados para esses pacientes. E eles estão em 19 estados.
Já na próxima segunda-feira, 27 de abril,  o novo ministro da saúde promete apresentar diretrizes e políticas a serem seguidas por estados e municípios para saída do isolamento social. Teich já afirmou que planeja uma nova forma de testagem para entender como o vírus está se espalhando em cada região, e que o governo trabalha com a informação de que existe uma subnotificação de casos, em especial dos leves.

Segundo o G1, o Ministro afirmou que o governo já distribuiu 2,5 milhões de testes, e que no total o Brasil vai adquirir 46,2 milhões, e que a Opas, Organização Pan-Americana de Saúde Brasil, vai entregar 500 mil a cada três dias, de um total de dez milhões.

-Publicidade-