Sogra inventa que nora é infértil por vergonha de falar sobre vasectomia do filho

Uma mulher resolveu fazer um desabafo depois de descobrir que a mãe do marido havia espalhado no grupo da família que ela não poderia ter filhos por uma questão biológica

Resumo da Notícia

  • Uma mulher fez um logo desabafo na rede social após descobrir que a sogra espalhou uma mentira para a família
  • A mãe do marido inventou que ela era infértil, porque não queria que soubessem que o filho dela fez vasectomia
  • No fim, a mulher expôs toda a verdade

Uma mulher decidiu desabafar na rede social depois de uma situação desagradável com a sogra. No Reddit, a moça explicou que não fazia parte dos planos dela e do marido aumentarem a família, mas isso não foi bem recebido pela sogra.

-Publicidade-
Uma mulher ficou revoltada após descobrir que a sogra inventou que ela era infértil por vergonha de contar que o filho havia feito vasectomia (Foto: Shutterstock)

“Meu marido e eu não queremos crianças. Ele fez vasectomia mesmo antes de começarmos a namorar e eu não queria filhos, então ambos sabíamos que nunca aconteceria. Minha sogra não sabia que meu marido fez vasectomia e acredita que sou eu quem não estou dando para ela um neto, então ela me odeia”, começou.

Ela continuou contando que a sogra leu uma carta durante o casamento dizendo como estava ansiosa para que eles se tornassem pais o quanto antes. Foi depois desse episódio que o filho contou para a mãe que havia feito vasectomia, mas o caso não parou por aí.

“Três dias depois, fui em uma reunião familiar (…). Estava conversando com a tia do meu marido que disse casualmente: ‘Eu sinto muito que você não pode ser mãe, como o seu marido se sente sobre isso?’. Eu questionei sobre o que ela estava falando e ela disse que minha sogra falou para todo mundo no grupo da família que eu sou infértil. Eu honestamente perdi a cabeça”, completou.

Ao tirar satisfação com a sogra, a mulher ouviu que ela preferia dizer que ela era infértil do que dizer que o filho era “menos homem” por fazer a vasectomia. Foi então que as duas começaram a gritar. “Todos na sala começaram a me dizer que não deveria ter vergonha por ser infértil e eu contei que não sou infértil”.

“Meu marido veio para casa e a mãe dele começou a chorar, dizendo que eu arruinei a reputação dela. Ela disse pra ele que eu estou tentando fazê-lo odiá-la. Meu marido ficou do meu lado”, finalizou ao acrescentar que eles saíram da casa naquele momento.