Suécia usa cocô de galinha para conter pandemia de coronavírus e explica qual foi o resultado!

O país adotou a estratégia após não aderirem a um lockdown restritivo e permitir que diversos estabelecimentos comerciais continuassem abertos

Resumo da Notícia

  • O país adotou a estratégia de usar cocô de galinha em um parque da cidade
  • O caso aconteceu na cidade de Lund
  • A medida foi tomada para afastar visitantes do local
  • O presidente do comitê ambiental explicou sobre a decisão
A medida foi tomada para afastar os visitantes (Foto: reprodução / vídeo BBC NEWS)

Como forma de evitar a propagação de coronavírus, a cidade sueca de Lund teve uma ideia bastante diferente. Nos gramados do principal parque, eles decidiram jogar cocô de galinha. Isso mesmo, você não leu errado! A medida foi tomada para afastar os visitantes do local.

-Publicidade-

O local geralmente atrai milhares de visitantes para a festa anual de Santa Valburga, comemoração tradicional em países escandinavos. Para evitar o evento, as autoridades optaram por tomar a medida como forma de conter a pandemia. Gustav Lundblad, presidente do comitê ambiental local, afirmou em abril que “Lund pode muito bem virar um epicentro de avanço do coronavírus”.

Sobre a decisão, ele explicou ainda os benefícios das fezes de galinha: “Temos a chance de fertilizar a grama e ao mesmo tempo deixá-la fedida, de modo que não seja agradável sentar-se ali para tomar uma cerveja“. Por essa ninguém esperava!

-Publicidade-
A estratégia evitará aglomerações no parque de Lund (Foto: reprodução / vídeo BBC NEWS)

O país tem tomado abordagens bastante polêmicas sobre o coronavírus. Ao contrário da Europa e da Escandinávia, eles não adotaram um “lockdown” restritivo e tiveram a maioria das escolas, bares, restaurantes e comércios funcionando. As autoridades ainda pedem que as pessoas evitem aglomerações.

Sobre a estratégia, o premiê sueco, Stefan Lofven, disse a Reuters na semana passada que tem confiança. “Uma razão pela qual escolhemos essa estratégia é que temos apoiado as agências (de combate à pandemia), e as medidas são sustentáveis ao longo do tempo”.

-Publicidade-