Suspeito de pornografia infantil fazia criança de 8 anos dançar funk e gravar vídeos íntimos

Uma operação da Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão contra um homem acusado de instigar menina de 8 anos a praticar atos libidinosos

Resumo da Notícia

  • A Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão de homem suspeito de pornografia infantil
  • O homem fazia uma criança de 8 anos mandar vídeos íntimos para ele
  • A denúncia foi realizada pelo irmão da vítima
  • O criminoso pode ficar até 7 anos preso

Na manhã desta quinta-feira, dia 30 de junho, a Polícia Federal incitou a Operação Like, que tem o objetivo de reprimir crimes de pornografia infantil no Distrito Federal. Os agentes policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa em que o investigado mora.

-Publicidade-

As autoridades do estado identificaram um homem que instigou uma criança de 8 anos, por meio de um aplicativo de mensagens de celular, a se exibir de maneira pornográfica. Alguns dos atos foram dançar funk de saia, se filmar de biquíni na piscina e exposição do próprio órgão genital dela.

O homem foi preso nesta quarta-feira, 18 de maio
O caso está sendo investigado (Foto: Reprodução / Getty Images)

A Polícia Federal chegou ao pedófilo através de denúncia feita pelo irmão da menina, que tirou prints de diálogos da irmã e do homem. O criminoso fez coisas semelhantes com outras vítimas. Até o momento, a conduta utilizada incide em crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por exemplo instigar a criança a praticar atos libidinosos e guardar registros de pornografia infanto-juvenil. Se o homem for condenado, a prisão pode chegar a 7 anos.