Sustentabilidade! Brasileiros criam tala de bagaço para substituir gesso

Os objetos biodegradáveis reduzem em até 17% o tempo de imobilização e tratamento de membros fraturados

Resumo da Notícia

  • Brasileiros criam tala de bagaço para substituir gesso
  • As talas biodegradáveis reduzem em até 17% o tempo de imobilização e tratamento de membros fraturados
  • Elas duram até três anos e podem ser remodeladas em média até 4 vezes desde a aplicação inicial

Alguns brasileiros conseguiram unir o útil ao agradável e construíram talas biodegradáveis e super funcionais! As próteses ortopédicas, neurológicas e reumatológicas são feitas a partir de ácido poliático, feito de cana-de-açúcar, milho e bagaço de beterraba.

-Publicidade-

Além de sustentável, as talas também reduzem em até 17% o tempo de imobilização e tratamento de membros fraturados. Sem contar que, graças ao design, o material é adaptável à anatomia de cada paciente. O item está sendo produzido desde 2015 pela empresa do Rio Grande do Norte, chamada Fix It, que é especializada em impressão 3D.

Sustentabilidade! Brasileiros criam tala de bagaço para substituir gesso (Foto: divulgação / Nation)

Com a inovação, a empresa tem chamado atenção de diversos noticiários nacionais e internacionais, como o jornal espanhol Nation. Como informado por ele, por não serem de gesso, as talas são impermeáveis, antialérgicas e são mais fáceis de limpar. Pelos formatos diferentes e “buracos”, elas também são ventiladas, trazendo mais conforto para o paciente.

E uma das principais novidades: devido a forma na qual são feitas, as talas ajudam a diminuir o lixo hospitalar, já que são compostáveis e podem ser transformadas em fertilizantes após o uso. Para isso, o paciente pode levar a tala até a empresa, onde eles cuidam desse processo. As próteses duram até três anos e podem ser remodeladas em média até 4 vezes desde a aplicação inicial.