Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil volta a crescer e é a maior desde maio

Os dados são do Imperial College de Londres, no Reino Unido. A atualização da estimativa foi divulgada na última terça-feira, 24 de novembro, e se refere à semana que começou na segunda-feira, 23

Resumo da Notícia

  • Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil volta a crescer ]
  • Os números são os maiores desde maio
  • Os dados são do Imperial College de Londres, no Reino Unido
  • Veja o que esse número significa

A taxa de transmissão do novo coronavírus desta semana no Brasil é a maior desde maio, apontam dados do Imperial College de Londres, no Reino Unido. A atualização da estimativa foi divulgada na última terça-feira, 24 de novembro, e se refere à semana que começou na segunda-feira, 23 de novembro. De acordo com o relatório a taxa de transmissão é de 1,30, o que significa que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 130.

-Publicidade-
O estudo mostrou que a taxa voltou a subir (Foto: Getty Images)

As estatísticas possuem uma margem de erro, fazendo com que esse número possa ser maior (de até 1,45) ou menos (com pelo menos 0,86). No primeiro caso, 100 pessoas transmitiram o vírus para outras 145 pessoas. Já no segundo, as mesmas 100 pessoas passariam a doença para outras 86.  Conforme apontado pelo portal G1, a última vez que a taxa de transmissão esteve tão alta foi na semana do dia 24 de maio, quando atingiu 1,31. Naquela semana, o valor máximo contanto a margem de erro era de 1,34.

Esquenta Black Friday

A Black Friday da Amazon está chegando! Para conferir os produtos que já estão com descontos incríveis em todas as categorias do site, clique AQUI! Você ainda pode ter frete grátis e promoções exclusivas ao se tornar um membro Prime! A assinatura é de apenas R$ 9,90 por mês e também garante entrega mais rápida, acesso a filmes, séries e desenhos animados. Inscreva-se e ganhe 30 dias grátis CLICANDO AQUI.

Simbolizado por Rt, o “ritmo de contágio” é um número que traduz o potencial de propagação de um vírus. Quando esse número fica maior que 1, cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa, o que faz com que a doença avance. No caso do Brasil, a taxa voltou a ficar superior a 1 no início de novembro, depois de ter ficado abaixo dessa margem por 5 semanas seguidas, entre o final de setembro e final de outubro.

Para evitar que a segunda onda – que assusta tantos países ao redor do mundo – chegue aqui, os especialistas pedem para que a população siga tomando os cuidados necessários, como respeitar o distanciamento social, usar máscaras e, se possível, ficar em casa.

Seminário Internacional Pais&Filhos

O 10º Seminário Internacional Pais&Filhos – Quem Ama Cria está chegando! Ele vai acontecer no dia 1 de dezembro, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar do sorteio e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!