Técnica de enfermagem socorre jovem baleado no hospital e descobre que é próprio filho

A mulher estava de plantão no dia quando soube que alguém precisaria de ajuda após receber os disparos

Resumo da Notícia

  • Uma técnica de enfermagem foi surpreendida na última segunda-feira
  • A mulher foi socorrer um jovem baleado e percebeu que era o próprio filho
  • Além de precisar socorrê-lo a mulher teve que lidar com a morte do filho

Uma técnica de enfermagem foi surpreendida na última segunda-feira após receber um chamado no hospital, de que um jovem havia sido baleado e precisava de socorro, assim que abriu a porta viu que era seu próprio filho que recebeu os disparos.

-Publicidade-

O caso aconteceu no Hospital e maternidade municipal Flavio Ribeiro Coutinho, em Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa, na Paraíba. O filho, identificado como Gabriel Francelino Olímpio, 22, chegou na emergência baleado. Após o choque, a mulher teve que lidar ainda com a morte do rapaz.

“Eu estava de plantão quando me chamaram dizendo que havia chegado uma pessoa baleada. Coloquei as luvas, chamei o médico, preparei o material. Quando eu abri a porta, vi meu filho em uma cadeira. Não aguentei.”, contou a mãe ao UOL.

De acordo com a Polícia Militar, o jovem foi atingido pelos disparos quando passava em uma rua onde outra pessoa, não identificada, estava sendo perseguida. Ele recebeu sete disparos e, após os primeiros socorros, não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

A irmã de Gabriel, filha de Sandra, também trabalha como técnica de enfermagem em outro setor da mesma unidade de saúde. Segundo a família, o jovem não tinha envolvimento com crime e sonhava em ser policial militar. Segundo a polícia, ainda não houve identificação e prisão dos responsáveis pela morte do jovem. Outros dois rapazes também foram baleados na mesma ação. Um recebeu alta e o outro continua internado.