Terremoto de magnitude 6,4 atinge a Argentina e duas crianças ficam feridas

Tremor foi sentido em diversas regiões do país, como nas províncias de Mendoza, Córdoba, Santa Fé, La Rioja e Buenos Aires, inclusive em bairros da capital

Resumo da Notícia

  • Um terremoto de magnitude 6,4 atingiu a província de San Juan
  • O tremor foi sentido em diversas regiões do país, como nas províncias de Mendoza, Córdoba, Santa Fé, La Rioja e Buenos Aires, inclusive em bairros da capital
  • Nenhuma morte foi registrada até o momento

Nesta segunda-feira, 18 de janeiro, um terremoto de e magnitude 6,4 atingiu a província de San Juan, no oeste da Argentina. Segundo o Instituto Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês). O epicentro do terremoto ocorreu às 23h46 (horário de Brasília) a 29 km a sudoeste da região de Pocito e a 20 km de profundidade, proxímo da fronteira com o Chile.

-Publicidade-
Terremoto de magnitude 6,4 atinge a Argentina (Foto: Reprodução / Vídeo)

Enxoval do bebê

Está preparando o enxoval ou a lista para o seu chá de bebê? Olha só essa novidade: você pode criar sua lista personalizada com produtos na Amazon, que pode ser compartilhada com amigos e familiares em várias plataformas. Além disso, você também pode ganhar 10% de desconto na compra na maioria dos itens! Saiba mais sobre a ferramenta e veja produtos para o enxoval do bebê CLICANDO AQUI. Para montar a sua lista, acesse AQUI!

De acordo com o G1, os dados do USGS mostram também que uma série de tremores de magnitude inferior, entre 4,0 e 5,3, foram registrados nos minutos seguintes. O o tremor foi sentido em diversas regiões do país, inclusive em bairros da capital e províncias de Mendoza, Córdoba, Santa Fé, La Rioja e Buenos Aires.

O governo de San Juan, Sergio Uñac, informou nesta terça-feira, 19 de janeiro, que nenhuma morte foi registrada até o momento, mas três pessoas ficaram feridas, sendo um adulto e duas crianças. Sergio Uñac, também foi às redes sociais para “transmitir calma” e pedir que todos coloquem em prática as medidas aprendidas para evitar acidentes enquanto o impacto do terremoto é avaliado.

Confira o vídeo: