Teste de DNA reconhece nova princesa na Família Real após briga na justiça

Depois de um processo de sete anos, Delphine, Josephine e Oscar foram reconhecidos oficialmente como membros na Família Real

Resumo da Notícia

  • Delphine foi rejeitada pelo pai na infância
  • Ela briga pelo reconhecimento há sete anos na Justiça
  • Os filhos dela também entraram para a Família Real

Josephine, de 17 anos, e a mãe Delphine, de 51 anos, entram oficialmente para a Família Real. Apesar de ter recebido o título apenas em outubro, após anos de batalha judicial, um exame de DNA concluiu em janeiro que a mãe, Delphine Boël, é filha do Rei Emérito da Bélgica, Albert II.

-Publicidade-
Delphine, Josephine e Oscar se dedicam ao trabalho voluntário (Foto: delphine_de_saxe_cobourg)

Ela e o irmão Oscar, de 12 anos, são filhos de Delphine com o americanos James O’Hara, também recebem títulos da realeza. A avó de Joshephine, uma baronesa, manteve uma relação extraconjugal com o Rei Albert. Após a definição na justiça, Delphine recebeu o nome de “Delphine de Saxe-Cobourg Gotha”.

Durante uma entrevista ao Sunday Times, Delphine contou que na infância o Rei Albert sempre foi um pai muito presente e que visitava sempre a família. Quando assumiu o trono, e logo em seguida viveu a morte repentina do irmão, ele passou a ignorar a filha.

-Publicidade-
Delphine contou que com o tempo, o pai passou a rejeitá-la como filha (Foto: delphine_de_saxe_cobourg)

Em 2013, Delphine começou o reconhecimento por diversas batalhas judiciais e declarou que não tem nenhum interesse financeiro, pois sua fortuna é ainda maior que o da Família Real. Apesar do título de princesa, ela não quer assumir tarefas reais.

A família começou a ser reconhecida pelo trabalho voluntário, além da veia artística, que arrecada doações para ajudar no tratamento de pessoas infectadas pela Covid-19. Pelas redes sociais, Delphine compartilha todo o trabalho e é bastante ativa com os seguidores.

-Publicidade-