Tio adota trigêmeos que perderam mãe, tia e avó para covid-19 em um intervalo de oito dias

Douglas Amaral, provou que tem um coração enorme e cheio de empatia ao adotar Pedro, Paulo e Felipe Ferreira, de 5 anos que perderam os parentes pelo vírus

Resumo da Notícia

  • Douglas Amaral,  provou que tem um coração enorme e cheio de empatia!
  • Ele adotou os  trigêmeos Pedro, Paulo e Felipe Ferreira, de 5 anos, que perderam a mãe, a tia e a avó para o novo coronavírus
  • As crianças ficaram com o tio pois ele é o único familiar materno das crianças que está vivo

Douglas Amaral, de 26 anos, provou que tem um coração enorme e cheio de empatia! O vendedor adotou os  trigêmeos Pedro, Paulo e Felipe Ferreira, de 5 anos, que perderam a mãe, a tia e a avó para o novo coronavírus em um intervalo de apenas oito dias.

-Publicidade-
Tio adota trigêmeos que perderam mãe, tia e avó para covid-19 (Foto: Getty Images)

As crianças ficaram com o tio pois ele é o único familiar materno das crianças que está vivo. O pai dos trigêmeos faleceu em um acidente de carro, em 2020. Douglas, que já era é padrinho das crianças, mora em Votuporanga, no interior de São Paulo, junto da esposa e da filha biológica, de um ano.

As crianças têm um irmão mais velho, de 18 anos, de um relacionamento anterior da mãe, que está sob os cuidados do pai biológico. “A minha família sempre foi muito unida e eu sempre fui muito próximo dos meninos. Quando tudo aconteceu, eu conversei com minha esposa e não tivemos dúvidas de que iríamos ficar com eles e cuidar como filhos mesmo”, disse Douglas à UOL.

-Publicidade-

A família mora em uma casa de dois quartos, onde as crianças têm dormido em um colchão no quarto dos pais adotivos. Para ajudá-los, foi criada uma vaquinha virtual com meta de arrecadação de R$ 90 mil. Até o momento, o valor doado já ultrapassou a meta.

“A nossa casa é pequena, mas para morar eu, minha esposa e minha filha, estava ótima. De repente tivemos essa reviravolta e agora precisamos de mais espaço, queremos construir um quarto para eles, para que eles tenham o próprio espaço”, conta Douglas.

Após as perdas e a mudança na vida das crianças, o tio conta que sonha em dar melhores condições de vida para os trigêmeos. “A gente recebeu muitas roupas, sapatos e alimentos. Não imaginávamos que a nossa família seria tão acolhida pelas pessoas. Meu maior sonho é conseguir uma bolsa de estudos para eles. São crianças que já passaram por tantas coisas na vida e ter um apoio educacional é o que vai fazer a diferença no futuro deles”, disse.