“Tive medo de perder minha filha”: Nanda Costa relembra parto prematuro das gêmeas e bebê na UTI

Mãe de Kim e Tiê, Nanda Costa relembrou os momentos antes do parto prematuro devido a uma pré-eclâmpsia e internação da filha mais nova na UTI neonatal

Resumo da Notícia

  • Nanda Costa e Lan Lanh compartilharam como está sendo a experiência com a maternidade
  • As duas são mães de Kim e Tiê
  • As gêmeas nasceram em outubro de 2021

Nanda Costa deu à luz Kim e Tiê, suas filhas gêmeas com a cantora Lan Lanh, em outubro de 2021. De lá para cá, as duas já passaram por vários desafios – desde os perrengues da primeira experiência com a maternidade (logo de cara em dose dupla!), passando pela pré-eclâmpsia, a prematuridade e os medos que tanta coisa nova junta traz.

-Publicidade-

Em entrevista à Ela, do Globo, Lan e Nanda contaram como está sendo a experiência de cuidar das meninas. No começo, a prematuridade foi um baque: “Não tínhamos nem fraldas para elas”, contou Lan. “As roupas ficavam grandes. Tínhamos que ajustar com fita-crepe”, completou Nanda Costa.

Quando a atriz estava com oito meses de gestação, Lan precisou levar a esposa “de mala e cuia” para o hospital para realizar alguns exames – que não estavam bons. Um quadro de pré-eclâmpsia fez com que os médicos dissessem que o nascimento das bebês não poderia acontecer em outro momento: “Vai ter que ser agora”.

Nanda Costa e Lan Lanh com as gêmeas
Nanda Costa e Lan Lanh com as gêmeas (Foto: Reprodução/Instagram)

Enquanto Tiê nasceu pesando 2,2kg, Kim veio ao mundo ainda menor. Seus 1,8kg fizeram com que ela fosse direto para a UTI neonatal. “Tive medo de perder minha filha ou até mesmo amá-la de cara, e ela não sobreviver. A sensação era: ‘Não posso deixá-la morrer. Depois, vejo como vou construir esse amor'”.

Com quase cinco meses de vida, a dupla já mostrou que as personalidades são bem diferentes: “A Kim, se está com fome, faz logo um barraco. Aprendeu a se defender na UTI. Já a Tiê é superbaiana. Vai mamar e fica quietinha, observando tudo”, Lan explica. Nanda termina as comparações: “A Tiê puxou mais a Lan no temperamento, e a Kim se parece mais comigo”.