Torcedor do Goiás é agredido em final de campeonato enquanto almoçava com a família

A agressão aconteceu no último sábado, no final do Campeonato Goiano. O rapaz estava com a família em um estabelecimento

Resumo da Notícia

  • Homem é agredido por torcedores do time rival enquanto está em restaurante com a família
  • Ele usava a camisa da torcida organizada, quando os homens entraram no estabelecimento
  • O padrasto do rapaz conseguiu conter os agressores com uma cadeira

Dois homens foram presos em Goiânia, suspeitos de agredir um terceiro homem que estava com uma camiseta de torcida organizada de time. Ele estava almoçando com a família quando foi agredido com chutes, socos, além de ter a camiseta do Goiás arrancada. A maior suspeita do ataque são dos torcedores rivais.

-Publicidade-

A agressão ocorreu na tarde do último sábado, 2 de abril, na final do Campeonato Goiano, quando o Atlético-GO ganhou e o Goiás perdeu. O rapaz que estava com a camisa da torcida organizada, estava com a namorada, a mãe, a irmã caçula e o padrasto.

O padrasto do torcedor conseguiu conter os outros torcedores usando uma cadeira
O padrasto do torcedor conseguiu conter os outros torcedores usando uma cadeira (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Ainda não se têm notícias da torcida organizada do Goiás. O vídeo mostra um homem de capacete entrando no restaurante onde o torcedor estava com a família. Seguindo a reprodução, esse homem dá um soco no torcedor e derruba ele no chão. Mesmo a namorada tentando defender ele, o rapaz continuou sendo agredido. Outros 2 homens também tentaram bater no torcedor, porém o padrasto impediu, usando uma cadeira. O homem que entrou de capacete, arranca a camisa do rapaz e sai do restaurante.

A primeira agressão aconteceu pelo homem de capacete que entrou no local
A primeira agressão aconteceu pelo homem de capacete que entrou no local (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

O acontecimento foi registrado na Polícia Civil e os dois suspeitos de agressão foram presos pela Polícia Militar. A moto que foi usada por um dos homens também foi apreendida. Até o momento, não se tem notícias da defesa dos presos, segundo o portal G1.

O delegado que está cuidando do caso deu um rápido parecer para a imprensa. “Agora, o inquérito vai apurar a participação de outros envolvidos e representar pela prisão preventiva dos autuados”, alegou o delegado Eduardo Soares.