Unha amarelada e manchas na pele podem ser sinais para ficar de olho na saúde da família: entenda

Durante a pandemia os cuidados com a sua saúde e do seu filho devem ser redobrados! Por isso, te mostramos alguns sintomas para ficar em alerta

Resumo da Notícia

  • Durante a pandemia os cuidados com a sua saúde e do seu filho devem ser redobrados!
  • Te mostramos alguns sinais para ficar de olho
  • Veja como melhorar sua imunidade

Durante a pandemia os cuidados com a saúde da família devem ser redobrados! Se a imunidade estiver baixa, ficamos mais suscetíveis à infecções frequentes, podendo ser causadas por bactérias e vírus, incluindo a Covid-19. Por isso, te mostramos alguns sinais para ficar de olho.

-Publicidade-
Te mostramos alguns sinais para ficar de olho (Foto: Getty Images)

O corpo mostra sinais para avisar que as defesas do organismo podem estar sendo comprometidas. “Os sinais mais frequentes de comprometimento da imunidade são as infecções recorrentes, especialmente das vias respiratórias superiores otites, sinusites, faringites”, explica a imunologista Ana Paula Castro, médica assistente da unidade de Alergia e Imunologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP ao Catraca Livre.

Além disso, existem outros sinais de que a imunidade pode estar comprometida e, por vezes podem passar despercebidos. Veja alguns sinais abaixo:

-Publicidade-
  • Sonolência e o desânimo excessivo;
  • Coloração amarelada e micoses recorrentes;
  • Amigdalite;
  • Herpes oral e genital;
  • Estomatite oral;
  • Infecções de pele;
  • Abscessos cutâneo (furúnculos);
  • Unhas fracas que quebram com facilidade;
  • Micose nas unhas;
  • Manchas vermelhas ou brancas na pele;
  • Queda de cabelo;
  • Cansaço excessivo.

Calma! Esses sinais podem acontecer de modo esporádico, você deve se preocupar apenas com a frequência. A Cruz Vermelha Americana destacou os sinais e a frequência que indicam imunidade baixa. São eles:

  • Duas ou mais pneumonias no último ano, oito ou mais otites no último ano;
  • Estomatites repetidas ou monilíase (sapinho) por mais de dois meses;
  • Abcessos de repetição (furúnculos);
  • Infecções sistêmicas graves (meningite, artrose séptica ou septicemia, infecções intestinais repetidas ou diarreia crônica).

Como melhorar a imunidade

Alimentação equilibrada associada a um estilo de vida saudável pode melhorar o desempenho do sistema imunológico, para que ele consiga nos proteger contra tudo que é externo, como vírus, bactérias e fungos.

De acordo com a Dra. Ana Paula Castro, do Hospital das Clínicas de São Paulo, os antibióticos e as vacinas ajudam, mas um sistema imunológico funcionante é sinal de saúde. “Trata-se de um sistema variado, que funciona semelhante a uma orquestra que de maneira harmônica produz uma música de qualidade.  É composto por um conjunto de células com diferentes funções e uma série de proteínas que compõe os anticorpos, as citocinas, com isto produzimos defesa contra os ataques nocivos e guardamos memória caso estes agentes queiram mais uma vez causar infecção”, explica.

Saiba como melhorar o sistema imunológico do seu filho (Foto: Getty Image)

Confira alguns alimentos que ajudam a aumentar a imunidade para você e seu filho ficarem cheios de energia:

  • Frutas cítricas: laranja, acerola e amora
  • Vegetais verdes escuros: brócolis, couve e espinafre
  • Zinco: carnes, cereais integrais e castanhas
  • Oleaginosas: nozes, castanhas e amêndoas
  • Licopeno (tomate)
  • Ômega 3 (azeite e salmão)
  • Antioxidantes: castanha-do-Pará e champignon
  • Gengibre
  • Pimenta
  • Probióticos
  • Alho e cebola
  • Geleia real

-Publicidade-