Uou! Rússia diz que vacina contra Covid-19 estará aprovada em apenas duas semanas

De acordo com autoridades russas, os próprios cientistas do estudo estariam se voluntariando para fazer os testes

Resumo da Notícia

  • Vacina contra novo coronavírus pode ser aprovada em duas semanas
  • Cientistas do estudo estão testando em si mesmos
  • Vacina está sendo produzida na Rússia
 

Olha a notícia que vai animar sua noite (ou melhor, a vida). De acordo com uma publicação da CNN Brasil, a Rússia aposta que em breve terá a vacina contra Covid-19, ou seja, será aprovada até o dia 10 de agosto deste ano, conforme publicação.

-Publicidade-
Rússia diz que vacina contra Covid-19 estará aprovada até dia 10 de agosto (Foto: Getty Images)

Segundo fontes em Moscou, informaram ao correspondente da emissora internacional, Matthew Chance, que os próprios pesquisadores e cientistas do estudo de imunização estariam testando em si.

A vacina, criada pelo Instituto Gameleya, foi injetada no próprio diretor do projeto, Alexander Ginsburg. A proposta é produzir 200 milhões de doses ainda em 2020. Mas desse montante, 30 milhões seriam exclusivamente para a população russa. Em setembro, o país espera ter novos lotes, com os quais pretende permitir a venda da vacina para outros países.

-Publicidade-

Uma preocupação é de que os testes em humanos ainda estariam incompletos e não comprovaria a real eficácia da vacina. Mas a ideia seria começar a terceira fase de testagens em 3 de agosto.

Os cientistas russos, ainda afirmam que a vacina está sendo desenvolvida de forma rápida por ser adaptada de uma versão já existente e usada contra outras doenças.

Entenda o processos de testagem

Fase exploratória ou laboratorial: Fase inicial ainda restrita aos laboratórios. Momento em que são avaliadas dezenas e até centenas de moléculas para se definir a melhor composição da vacina.

Fase pré-clínica ou não clínica: Após a definição dos melhores resultados para a vacina, são realizados testes em animais para comprovação dos dados obtidos em experimentações.

Fase clínica: É a testagem do produto em seres humanos. Esta fase do processo se divide em três:

  • Fase 1 – a primeira etapa tem por objetivo principal testar a segurança do produto. São testados poucos voluntários, de 20 a 80, geralmente adultos saudáveis.
  • Fase 2 – a segunda etapa da testagem em seres humanos analisa mais detalhadamente a segurança do novo produto e também sua eficácia. Em geral, é usado um grupo um pouco maior, que pode chegar a centenas de pessoas.
  • Fase 3 – na última etapa é confirmada a segurança e eficácia do produto especificamente no público-alvo a que se destina. Nesta etapa, o número de participantes pode chegar a milhares. Mesmo depois da aprovação, nova vacina continua sendo monitorada, em busca de eventuais reações adversas.

-Publicidade-