Urticária: como identificar, tipos, causas, sintomas e tratamento

Muito comum e podendo atingir pessoas de qualquer idade, a urticária é uma reação alérgica que se manifesta através de lesões vermelhas e coceira na pele. Veja quais são as possíveis causas para o surgimento das manchas e como tratar

Resumo da Notícia

  • A urticária é uma reação alérgica que se manifesta na pele através de lesões avermelhadas e inchadas que coçam
  • Essa doença é muito comum e pode acometer cerca de 20% da população
  • Existem vários fatores que podem desencadear uma crise de urticária, como alimentos, medicamentos e infecções

Muito comum e presente na vida de cerca de 20% da população, a urticária é uma reação alérgica que se manifesta na pele através de lesões avermelhadas e inchadas, acompanhadas de coceira, além de trazer sensação de queimação e dor no local da mancha em alguns casos.

-Publicidade-

Essas lesões duram por um curto período e desaparecem dentro de até 24h, podendo voltar no dia seguinte e persistir por vários dias na pele. As manchas de urticária têm diversos tamanhos e, quando se juntam em machucados maiores, passam a ser chamas de placas. Além disso, pessoas que têm essa doença podem manifestá-la na forma de angiodemas, que são inchaços na região dos lábios e das pálpebras.

Quais são os tipos?

  • Urticária Aguda: dura até 6 semanas e geralmente ocorre por causa da ingestão de medicamentos e alimentos que causam alergia com mais frequência, como o camarão;
  • Urticária Crônica: dura mais de 6 semanas na pele e é dividida em dois subtipos, a urticária crônica espontânea e a urticária crônica induzida;
A urticária causa manchas vermelhas, inchadas e que coçam na pele (Foto: Shutterstock)
  • Urticária Crônica Espontânea: é o tipo mais frequente da alergia e as lesões surgem sem que se encontre qualquer fator responsável;
  • Urticária Crônica Induzida: as lesões surgem por causa de fatores específicos, como frio, sol e calor. São identificadas através do histórico clínico do paciente e testes de provocação.

Sintomas

Os principais sintomas de urticária são lesões vermelhas na pele e coceira no local. Podem ter diversos tamanhos e se unirem em uma placa conforme incham e se espalham pelo corpo. Caso algum desses sintomas comece a aparecer, procure um especialista para ter o diagnóstico correto e iniciar o tratamento. Veja outras doenças que podem causar manchas vermelhas na pele.

Principais causas

Apesar de ser fácil identificar a urticária por causa das características das lesões, é preciso fazer uma investigação detalhada para determinar o que causou a reação alérgica. Para descobrir qual é o melhor tratamento para cuidar do problema, o dermatologista leva em consideração todo o histórico clínico do paciente, uma vez que apenas a avaliação visual não leva a um diagnóstico preciso. A seguir, as causas mais comuns de urticária:

Entenda mais sobre urticária, por que ela ocorre e como tratar (Foto: Reprodução Freepik)
  • Alimentos em crianças: leite de vaca, ovo, amendoim e trigo
  • Alimentos em adultos: camarão, frutos do mar, nozes e castanhas
  • Analgésicos
  • Antibióticos
  • Anti-inflamatórios
  • Infecções (causadas por vírus ou bactérias)

Pode coçar urticária?

Por mais que as inflamações causem desconforto e piniquem, é importante evitar coçar as lesões – principalmente quando são angiodemas. O ideal é procurar ajuda médica e seguir as orientações passadas pelo especialista.

Tratamento

Ele depende do tipo de urticária que o paciente tem e consiste em um conjunto de medidas. Após a investigação médica, as causas e agentes físicos identificados devem ser evitados e controlados no dia a dia. Em relação aos medicamentos, os antialérgicos costumam ser a primeira escolha para os sintomas da urticária. Quanto aos tratamentos caseiros, esses não são indicados porque podem piorar o quadro das lesões.

Tem como prevenir?

Identificar e evitar os fatores que desencadeiam a urticária é a principal prevenção. Dessa maneira, juntamente com o acompanhamento profissional e tratamento médico, é possível espaçar as crises e evitar que elas aconteçam.

Fonte: dra. Elaine Umehara, dermatologista da Clínica Healthy e filha de Roberto e Maria.