Mãe é aconselhada a se divorciar do marido após falar da participação dele na criação dos filhos

A mulher contou a história por trás das decepções com o marido que só pensa em trabalho e não ajuda a cuidar do filhos, e os usuários apoiaram que ela pedisse o divórcio

Resumo da Notícia

  • Uma mulher usou o portal Mumsnet para desabafar sobre a situação que vive com o marido
  • Enquanto ele cresce na carreira, ela não trabalhou e disse que ficou para trás cuidando apenas do filho
  • Os usuários do site que leram o depoimento da mulher apoiaram que ela se divorciasse

Na última quinta-feira, dia 28 de outubro, uma mãe anônima decidiu desabafar no Mumsnet, um portal que divulga notícias sobre maternidade e abre discussões entre os usuários sobre o assunto, ao revelar que está quase pedindo o divórcio para o marido porque ele não quer ajudá-la a cuidar dos filhos.

-Publicidade-

Maiasaur, o nome de usuária da mãe, escreveu na publicação sobre os problemas que está enfrentando atualmente com o companheiro. Segundo a informante, ela estava prestes a começar um novo emprego após dedicar dois anos cuidando dos filhos dentro de casa devido à Covid-19. 

Entretanto, os planos da internauta não foram bem vistos pelo marido, porque ele havia acabado de receber uma promoção. Maiasaur contou que ele a convenceu a ficar em casa para cuidar do filho de 2 anos, tendo em vista que as creches estavam fechadas. “A lógica dele era que precisávamos manter seu emprego estável e bem pago, em vez de eu começar um novo emprego com menor remuneração e sem segurança.”, desabafou ela no Mumsnet.

No Mumsnet, uma mulher compartilhou sobre como seu marido não ajuda a cuidar do filho (Foto: Reprodução ISTOCK)

Com a flexibilização da pandemia, e com as creches voltando a funcionar, a mulher finalmente conseguiu voltar a trabalhar e contratou uma babá, enquanto o esposo foi promovido de novo no emprego. Porém, a família foi infectada pelo corona vírus naqueles dias, e ela teve que cuidar sozinha do filho que ficou isolado por 10 dias, enquanto o parceiro “não tirava um único dia de folga do trabalho. Foi quando ele começou a dizer ‘não podemos colocar em risco o emprego de quem ganha mais, quando você ganhar o mesmo que eu vou pegar igual responsabilidade pela DC. ‘”

Maiasaur terminou a postagem escrevendo: “Honestamente, estou prestes a me divorciar dele para forçá-lo a ficar com 50 por cento da custódia. Concordei em ter um filho porque ganhamos o mesmo e trabalharíamos e compartilharíamos os cuidados infantis. Eu não tive filho para ficar presa com tudo e não conseguir trabalhar em tempo integral só porque ganha mais. ”

A história da mãe descontente atraiu mais de 1.000 mensagens de conselho e apoio no fórum, com a maioria das pessoas indignadas com o tratamento que o marido deu a ela. “Eu faria exatamente isso. Divorciar-se dele, receber metade de sua pensão alimentícia e deixá-lo ter a custódia compartilhada.”, escreveu uma. “Honestamente, parece que deixá-lo será melhor para você “, afirmou uma usuária do site. “Lamento que você tenha passado por um período tão difícil. Além de humilhar você e sua carreira, ele está absolvendo-se de qualquer papel doméstico e parental, como se estivessem abaixo dele.”, respondeu uma terceira.