Vacina contra Covid-19 tem 90% de eficácia, diz Pfizer e BioNTech

Elas foram as primeiras farmacêuticas a apresentarem dados positivos em larga escala, tendo, a vacina, sido testada inclusive no Brasil

Resumo da Notícia

  • Vacina contra Covid-19 tem 90% de eficácia, segundo Pfizer e BioNTech
  • Elas foram as primeiras farmacêuticas a apresentarem dados positivos em larga escala
  • A vacina inclusive foi testada no Brasil

Nesta segunda-feira, 9 de novembro, a Pfizer anunciou que a vacina experimental para a Covid-19 se mostrou 90% eficaz com base em dados iniciais de estudo da fase 3, a última. Segundo o ‘O Globo’, a Pfizer e o laboratório de biotecnologia, BioNTech, foram os primeiros fabricantes a apresentar dados positivos de um ensaio clínico em grande escala de uma vacina contra o coronavírus.

-Publicidade-

O estudo analisou os primeiros 94 casos confirmados de Covid-19, entre os mais de 43 mil voluntários que receberam duas doses da vacina ou um placebo. Ainda, segundo a farmacêutica, como explicitado pela CNN, menos de 10% dos casos de contágio da Covid-19 aconteceram nas pessoas que tomaram a vacina e 90% do contágio nas pessoas que tomaram o placebo.

Elas foram as primeiras vacinas a apresentarem bons resultados na terceira fase de testes (Foto: Unsplash)

As empresas também disseram que até agora não encontraram nenhuma questão séria com a segurança do imunizante e esperam buscar autorização para uso de emergência nos EUA ainda este mês. Caso eles recebam a autorização, o número de doses da vacina inicialmente será limitado, tendo como questão a durabilidade da proteção da vacina. Contudo, a notícia divulgada dá esperanças de que outras vacinas em desenvolvimento contra o novo coronavírus também possam se mostrar eficazes.

-Publicidade-

“Hoje é um grande dia para a ciência e para a humanidade”, disse Albert Bourla, presidente-executivo e chairman da Pfizer, em comunicado. “Estamos atingindo este marco crucial em nosso programa de desenvolvimento de vacina em um momento em que o mundo mais precisa, com as taxas de infecção atingindo novos recordes, hospitais ficando superlotados e economias sofrendo para reabrir”, concluiu.

A Pfizer anunciou que eles esperam começar o uso emergencial da vacina nos EUA ainda neste mês (Foto: Unsplash)

Segundo a Pfizer, não foi realizado acordo com laboratório ou instituição brasileira para a produção da vacina aqui. A compra da vacina em teste foi oferecida ao governo brasileiro, mas não houve resposta.

A vacina é testada no Brasil, junto com as candidatas da AstraZeneca/Universidade de Oxford (Reino Unido), Johnson & Johnson (EUA) e Sinovac Biotech (China).

10º Seminário Internacional Pais&Filhos

O 10º Seminário Internacional Pais&Filhos – Quem Ama Cria está chegando! Ele vai acontecer no dia 1 de dezembro, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar do sorteio e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!

-Publicidade-