Vacinação contra covid-19 pode alterar fluxo durante menstruação: entenda como

Os pesquisadores reforçam ainda que as vacinas são seguras e as alterações na menstruação tendem a não representar um perigo à saúde das pessoas

Resumo da Notícia

  • Pesquisa americana mostra relação entre a vacinação contra a covid-19 e o aumento no fluxo de sangue no ciclo menstrual
  • O estudo foi realizado com 39 mil participantes que relataram os sintomas, em 2021
  • Segundo os autores, as vacinas são seguras e as alterações na menstruação tendem a não representar um perigo à saúde das pessoas

Um estudo, publicado na revista Science Advances, mostra que a vacinação contra a covid-19 pode alterar o ciclo menstrual. Segundo os pesquisadores, o estudo foi realizado, em 2021, após a constatação de sangramento menstrual inesperado após ao menos uma dose da vacina contra o SARS-CoV-2, com a utilização de imunizante de vários fabricantes.

-Publicidade-
Entenda as diferenças entre a TPM e a gravidez
O estudo foi feito com 39 mil participantes durante o ano de 2021 (Foto: Shutterstock)

Entre os participantes, estão mulheres após a menopausa, aquelas que utilizavam anticoncepcionais e participantes transgêneros que fazem uso de tratamento hormonal. Os resultados mostram que 42% com ciclos menstruais regulares sangraram mais do que o habitual, enquanto 44% não relataram nenhuma mudança após serem vacinadas. Entre as entrevistadas que normalmente não menstruam, 71% das pessoas em uso de anticoncepcionais reversíveis de longa duração, 39% das pessoas em uso de hormônios de afirmação de gênero e 66% das pessoas na pós-menopausa relataram sangramento.

Os autores americanos observaram também que nos casos relatados de fluxo intenso de sangramento outros sintomas foram também identificados, como febre e fadiga depois da vacinação.  Segundo as participantes, a alteração foi percebida de uma semana a quinze dias após a imunização. No caso das mulheres que já engravidaram e tiveram as alterações no ciclo menstrual pareceram mais comuns.

Novas análises são necessárias

O material deixa claro que essa relação entre a imunização e a alteração menstrual tenham disso associadas ainda não foi possível firmar os motivos pelos quais isso acontece e as pesquisas precisam ser continuadas com mais profundidade.

Os pesquisadores reforçam ainda que as vacinas são seguras e as alterações na menstruação tendem a não representar um perigo à saúde das pessoas. No entanto, desenvolver pesquisas com o objetivo de entender as alterações na menstruação é importante, já que ainda existem lacunas.

Assista agora o POD&tudo, o podcast da Pais&Filhos, com Miá Mello: