Vacinação contra gripe: saiba as novidades da campanha do Ministério da Saúde e quem precisa se vacinar

Iniciada em 23 de março, a campanha vai até o começo de junho com objetivo de garantir a vacinação das populações prioritárias contra Influenza

Resumo da Notícia

  • A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe já começou!
  • Ela foi dividida em três fases: entenda cada uma delas
  • A vacinação é a forma mais eficaz de combate às doenças
A campanha foi antecipada esse ano, veja as datas (Foto: iStock)

A vacinação tem uma importância fundamental para proteger a população contra doenças, evitar complicações e mortes. Considerando os resultados positivos, o Ministério da Saúde lançou o Movimento Vacina Brasil contra a Gripe 2020 em todo o país, com 79 milhões de doses destinadas aos públicos prioritários. A campanha, que geralmente começa em abril, foi antecipada esse ano devido à pandemia do coronavírus e os especialistas reforçam a necessidade de manter o calendário em dia, mesmo durante o isolamento social, uma vez que a vacina da gripe protege contra os vírus influenza A (H1N1)pdm09, A (H3N2) e Influenza B.

As fases da campanha

Com o conceito em tom de convocação, chamada “Gripe. Tem que vacinar!”, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi dividida em três fases. A primeira, iniciada em 23 de março, foi direcionada aos idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde. A segunda etapa, em prática desde 16 de abril, incluiu membros das forças de segurança e salvamento, doentes crônicos, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo, portuários, população indígena, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Se você faz parte do grupo prioritário, deve se vacinar (Foto: Getty Images)

Em 11 de maio, iniciou a terceira fase da campanha e esta foi dividida em duas etapas. A primeira etapa ocorre até o dia 17 de maio e estão contempladas as crianças de seis meses a menores de seis anos, pessoas com deficiências, puérperas e grávidas. A segunda etapa ocorre entre 18 de maio a 5 de junho e estão contemplados os adultos de 55 a 59 anos e os professores das escolas públicas e privadas. O Ministério alerta que a vacina é a melhor forma de se proteger contra a gripe e embora não ofereça proteção contra o novo coronavírus, também não enfraquece o sistema imunológico, apenas estimula a produção de anticorpos específicos. Há uma estimativa de que 77,6 milhões de pessoas sejam atingidas até o final da campanha.

Gripe x Coronavírus

Como dito acima, a vacina da gripe não protege contra o coronavírus, mas com essa vacinação protege-se a população contra a influenza, além de minimizar os impactos sobre os serviços de saúde, auxiliando na exclusão de diagnósticos em virtude da nova doença.

A vacinação é a forma mais eficaz no combate às doenças (Foto: Getty Images)

Por isso, o Ministério da Saúde reforça a importância de seguir as medidas de prevenção, com destaque para respeitar a restrição de circulação, fazer uma boa higiene das mãos, manter dois metros de distância em filas, utilizar álcool gel, usar máscara e cobrir o rosto (boca e narinas) quando for tossir ou espirrar. Mesmo separados fisicamente, mais do que nunca, é importante que todos se unam nesse período para que a iniciativa alcance o efeito desejado, tanto no combate à Influenza quanto ao novo coronavírus.

 

 

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!