Vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos começa nesta quarta-feira em São Paulo

O anúncio foi feito pelo governador João Dória, e jovens com comorbidades devem se unir à grávidas e puérperas com prioridade na imunização

Resumo da Notícia

  • O governo de São Paulo anunciou hoje que a vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos começa nesta quarta-feira, 18 de agosto
  • O governador João Dória anunciou que alguns municípios já possuem autorização para inicias a imunização desta faixa-etária porque já cumpriram a meta da vacinação de adultos acima de 18 anos
  • Grávidas, puérperas e jovens com comorbidades serão prioridade na vacinação
  • Confira o calendário

São Paulo iniciará a vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos contra a covid-19 nesta quarta-feira, 18 de agosto. O anúncio foi feito pelo governador João Dória em coletiva. Jovens com comorbidades, grávidas e puérperas serão prioridade na imunização.

-Publicidade-

“A partir desta quarta-feira, iniciaremos a vacinação dos jovens de 12 a 17 anos em todo o estado de Paulo. Alguns municípios solicitaram a autorização e receberam, para iniciar hoje a vacinação dos jovens nessa faixa porque já cumpriram o processo vacinal dos adultos com mais de 18 anos”, declarou o governador, em coletiva de imprensa.

Mauá, Riberão Pires e Rio Grande da Serra já iniciaram a imunização dessa faixa etária. Neste fim de semana, ocorreu a “virada da vacina” para jovens entre 18 e 21 anos. O governo calculou que, agora, 69,62% da população do estado se vacinou com pelo menos uma dose.

Jovens com comorbidade, grávidas e puérperas terão prioridade na vacinação (Foto: Unsplash)

O calendário agora fica com 18 a 29 de agosto destinado a vacinação de jovens com comorbidades, grávidas e puérperas; 30 de agosto a 5 de setembro para adolescentes com 15 a 17 anos e 6 a 12 de setembro para jovens de 12 a 14 anos.

Essa faixa etária, por enquanto, só está autorizada pela Anvisa para receber o imunizante da Pfizer. O uso da Coronavac está sendo analisado pela agência. No município de São Paulo, o secretário de saúde Edson Aparecido afirmou que a imunização será escalonada – e o calendário oficial ainda não foi divulgado.