Família

Vem fazer parte: aplicativo ajuda no desenvolvimento da fala e leitura de crianças com Síndrome de Down

A arrecadação de ofertas para o projeto dar certo irão até dia 1˚de maio

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Você já ouviu sobre o Movimento Down? Quem toca o projeto é Patrícia Almeida que tem uma filha com a Síndrome. A brasileira mora na Suíça e representa a causa na Organização das Nações Unidas (ONU), o que quer dizer que ela é consultora internacional para várias ações que envolvem o mundo SD. Imagina a responsabilidade!

Movimento Down é um site informativo sobre o assunto, para famílias que passam por essa estrada e para inserir novas pessoas no assunto, mesmo que não tenham familiares com a síndrome. Além de cuidar deste site, Patrícia criou uma ferramenta para a ajudar a desenvolver a fala de crianças com SD: o Canta e Lê.

O aplicativo terá vídeos com músicas mais lentas e com legendas que ajudam as crianças a falar e ler. Nossa embaixadora e colunista Ana Castelo Branco, mãe de Helena e de Mateus, que tem Síndrome de Down, disse que nunca viu nada parecido. “Vejo a eficácia dessa ideia com meu filho. Canto as músicas mais lentamente para o Mateus acompanhar e tenho visto os resultados”. Entenda o projeto:


Veja um exemplo com a música “Pirulito que bate bate”:

Como você pôde ver “Canta e Lê” ainda não está pronto. A ideia é desenvolver além dos vídeos, um material didático e um aplicativo com canções infantis populares em um ritmo mais lento. Todo os produtos estarão disponíveis gratuitamente.
Como falamos, o Canta e Lê nasceu em parceria com o Movimento Down e o custo é alto. Patrícia dividiu as informações com a gente:

Custos:

1 – Boca:

Captação, direito de uso de imagem, iluminação, e possível locação de aparelhos (microfone, luz, câmera, etc) para as filmagens, edição e voz.
Custo: R$ 5.500

2 – Design:

Criação do storyboard e design das telas.
Custo: R$ 3.500

3 – Ilustração:

Desenvolvimento de ilustrações e/ou seleção, compra e adaptação de ilustrações de banco de imagens.
Custo: R$ 2.000

4 – Música

Trilha original composta, entretanto simples, envolvendo um ou dois instrumentos. Criação ou compra de sons incidentais.
Custo: R$ 3.000

5 – Animação

Animações simples das ilustrações para a criação do clipe. Algo que deixe o vídeo mais divertido e dinâmico, mas não deixe muito agitado e tire o foco das palavras e da boca.

Custo: R$ 6.000

Total: 20.000,00.

Arrecadado até o momento R$ 6.000,00. Se você deseja ajudar, a arrecadação será feita até o dia 1˚ de maio deste ano. Entre em contato com as idealizadoras: Patricia Almeida, +41-78-923-2141 (Genebra), ou Carol Rivello, +55 48 9151-5711 (Florianópolis). Você também pode enviar um e-mail solicitando mais informações para contato@movimentodown.org.br.

Site
https://patriciasmalmeida.wixsite.com/cantaele

Facebook
https://www.facebook.com/videoscantaele/

Instagram
https://www.instagram.com/cantaele/

Leia também:

Síndrome de Down não é sinônimo de dependência

De olho no prato: crianças com Síndrome de Down precisam de cuidados com a alimentação

Síndrome de Down não é doença, é uma condição!

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não