Veterinária conta truques essenciais para receber filhotes em casa: confira!

A Dra. Priscila Rizelo é Médica-Veterinária e Coordenadora de Comunicação Científica da ROYAL CANIN Brasil e contou para a Pais&Filhos a melhor maneira de receber essas fofuras com muito carinho!

Resumo da Notícia

  • A Dra. Priscila Rizelo é Médica-Veterinária e Coordenadora de Comunicação Científica da ROYAL CANIN Brasil, e separou dicas muito importantes para cuidar de filhotes recém-chegados na sua casa
  • Antes de mais nada, ela ressaltou a importância de procurar um veterinário para um check-up dos cachorros
  • Confira a melhor maneira de receber o novo integrante da família!

O começo da vida é uma fase muito importante não só para seres-humanos, mas também para pets: até porque, é nesse momento que todos eles absorvem ensinamentos importantes que podem influenciar diretamente na vida adulta.

-Publicidade-
Essa fase é muito importante para o desenvolvimento dos filhotes! (Foto: Divulgação)

Por isso, a Dra. Priscila Rizelo, Médica-Veterinária e Coordenadora de Comunicação Científica da ROYAL CANIN Brasil, ressaltou a importância de procurar um veterinário adequado para fazer um check-up da saúde dos bichinhos para, então recebê-lo da melhor maneira possível dentro de casa. Confira dicas que ela deu para a Pais&Filhos – e que podem ser muito úteis para a sua família!

Escolha bem a alimentação do bichinho

A escolha da ração do seu pet deve levar em conta diversos fatores, como idade, raça, porte, estilo de vida, ou quaisquer necessidades individuais. Além disso, é essencial que desde os primeiros dias de vida o animal possua uma rotina pré-estabelecida nas refeições, fornecendo o alimento no mesmo local e horário.

Entender a alimentação dos bichinhos é muito importante! (Foto: Getty Images)

Por isso, também evite deixar a tigela de comida sempre cheia para que o seu pet não ganhe muito peso – e faça a transição gradual das rações conforme ele vai crescendo e mudando os hábitos.

Segurança dentro de casa

Não só na alimentação – é extremamente importante que o pet se sinta bem e seguro dentro do seu novo lar. Por isso, sabendo que animais são extremamente curiosos nessa fase, tome cuidado com certos objetos espalhados pela casa, como plantas tóxicas e quaisquer objetos quebráveis.

Além disso, para aqueles que possuem piscina em casa, é muito importante o investimento em proteções adequadas para evitar possíveis acidentes. Telas na janelas também são indispensáveis, especialmente no caso dos gatos.

É importante colocar proteção para evitar acidentes (Foto: reprodução / Getty Images)

E, é claro, não se esqueça de deixar o ambiente pronto para a chegada de um novo bichinho: estabeleça um local de descanso seguro e confortável para o pet, brinquedos e comedouros, coleira e guia para os cães, arranhadores para os gatos, material de limpeza próprio para a espécie, acessórios para auxiliar a higiene etc.

Treinamento com recompensas

É muito importante que filhotes comecem a ser treinados desde cedo em casa. Além de truques que podem garantir a diversão de toda a família, um momento especial para ensinar o bichinho onde comer, fazer as necessidades, como passear e etc. pode garantir que ele seja um adulto muito mais saudável e independente no futuro. Por isso, de acordo com a Dra. Priscila, que tal utilizar petiscos e outros alimentos para recompensá-los em tarefas bem feitas?!

Elogios em treinamentos são muito importantes (Foto: Getty Images)

Claro, é essencial que o tutor fique atento às quantidades de comida fornecidas para o animal a cada recompensa. Mesmo assim, é possível usar elogios, brinquedos e muito carinho para incentivar o bom comportamento do seu pet!

Afinal, como ensino meu pet?

Uma dica muito legal na hora de ensinar seu animal é liberar aos poucos os espaços da casa. Assim, na primeira semana, restrinja a circulação do pet para apenas alguns cômodos por vez – para que ele se familiarize da maneira correta com todos os ambientes. Além disso, no meio desse treinamento, é preciso deixar muito claro para o bichinho o local de alimentação e necessidades – e, mais do que isso, deixá-los bem separados um do outro.

Pets são muito apegados aos donos – especialmente em tempos de pandemia, que o isolamento social não permite que as pessoas saiam muito de casa. Por causa disso, separe momentos para deixar o animal sozinho, para que ele se acostuma e não sofra tanto quando situações assim forem necessárias. Para cachorros, faça essa separação aos poucos, para que ele não a entenda como algo negativo. Enquanto isso, gatos devem ser constantemente estimulados com brinquedos e atividades que incentivem o instinto caçador.

Para ensinar quaisquer habilidades para o animal, é indicado que isso seja feito em sessões constantes de curtos períodos de tempo. Assim, as sessões de treinamento se encaixam na sua rotina e ensinam o pet sobre constância. Por causa disso, é muito importante manter os ensinamentos – e não permitir algo em um dia e proibir no outro. Também é indicada a repetição até das mesmas palavras e gestos para ensiná-los.

Treinamentos são importantes desde cedo! (Foto: Getty Images)

Enfim, entenda que pets estão sujeito a erros como qualquer um. No início da vida, esses bichinhos estão sujeitos a aprontarem muito. Por isso, entenda que é melhor ignorar os erros e elogiar muito os acertos do que reprimir diretamente algo de errado.

Para Dra. Priscila, em nome de toda a ROYAL CANIN, os primeiros anos de vida de qualquer animal são muito importantes e devem ser acompanhados de perto. Por isso, essas dicas são ótimas para garantir o bem-estar não só dos bichinhos, mas de toda a família!