Família

Vídeo: aquele momento em que o irmão mais velho conhece o caçula prematuro

Prepare os lencinhos. A publicação já tem mais de 2 milhões de visualizações

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

O vínculo especial entre irmãos costuma ser um relacionamento que dura para a vida toda. Em um vídeo tocante, encontramos um menino de seis anos sendo apresentado ao irmão mais novo que nasceu prematuro. A gente nem conhece direito esse menino, mas já sabemos que ele será para sempre o melhor irmão mais velho que uma pessoa pode ter.

No vídeo, a mãe e o pai estão à disposição para garantir que o primeiro encontro corra bem. Suas palavras de encorajamento e elogios, juntamente com suas risadinhas, tornam o momento muito emocionante. O recém-nascido é muito pequeno e seu irmão espera por ele em uma cadeira com vários travesseiros de cada lado para segurá-lo.

O bebê dá um pequeno grito e sua mãe diz que ele está dizendo oi. Junto com uma orientação, o irmão mais velho aprende rapidamente a segurar o bebê prematuro. Que momento lindo! Assista ao vídeo e já prepare os lenços:


6 coisas que você precisa saber sobre recém-nascidos:

O bebê pode ter uma aparência um tanto quanto engraçada

A cabeça dele pode estar um pouco amassada por causa da jornada que ele enfrentou passando pelo canal vaginal. Ele também pode estar com o rosto inchado e olhos que muitas vezes estão fechados. Afinal, ele passou nove meses dentro do útero. Mas logo ele se tornará naquele lindo bebê que você imaginou.

Não espere recompensas – sorrisos ou risadas – até a marca de seis semanas.

Vai parecer que você vai estar trabalhando com um chefe que só reclama! Para superar a exaustão e agitação emocional fique com isso em mente: seus esforços não serão perdidos para o bebê nesses primeiros dias. “Ele se sente consolado pelo pai ou mãe, ele se sente próximo deles e gosta de ser segurado”, diz o pediatra Christopher Tolcher.

Dê banhos a seco no bebê até que o cordão umbilical caia

Se o cordão umbilical fica seco ele cai mais rápido –normalmente em duas semanas. Além disso, recém nascidos não se sujam tanto! Se o cordão molhar, seque. E se a ferida sangrar um pouco quando ele cair, é normal também.

A moleira pode ser segurada

“Eu tinha muito medo da moleira”, diz April Hardwick, ao se referir a abertura no crânio do bebê, o que possibilita que o bebê saia e seja manuseado no canal vaginal. “Minha filha tinha muito cabelo quando nasceu, e eu tinha medo de penteá-lo por causa da moleira”, diz April. Mas não há por que se preocupar “Não tem problema em encostar na moleira e nem no cabelo que tem em volta”, dia Tanye Remmer, pediatra e autora do livro Mommy Calls. O lugar também pode pulsar por estar diretamente em cima de vasos sanguíneos que cobrem o cérebro.

Eles vão demonstrar se estiverem se alimentando o suficiente

O bebê precisa comer a cada duas ou três horas – mas se você está amamentando, é duro saber o quanto de leite o bebê está ingerindo. “O peso do bebê é o melhor indicador nos dias de hoje”, diz Tolcher. Seu pediatra vai checar nas consultas. Um recém nascido perde de 5 a 8 porcento de seu peso quando nasce na primeira semana, mas deve ganhar o equivalente muito rápido. A contagem de fraldas usadas também pode ajudar nesse momento. Contando quantas fraldas o bebê usa por dia, você consegue ter uma média do quanto ela está comendo e expelindo.

Bebês choram muito – é assim que eles se comunicam!

O choro deles vai dizer se estão com fome, frio, fralda suja ou se querem colo. Essas “conversas” podem ser frustrantes, mas depois de um tempo você pega o jeito e sabe o que ele precisa. Laurie May e seu marido logo aprenderam qual era o choro de fome da sua filha. Quando eles se tornaram pais, tinham até um alarme que acordava a filha de duas em duas horas para ser amamentada. “Nós percebemos que não precisamos do alarme!”, diz ela.

Leia também:

Vai visitar um recém-nascido? Veja 10 coisas que os pais de primeira viagem gostariam de te falar

Vamos bater sempre nesta tecla: beijar o recém-nascido, não!

6 coisas que você precisa saber sobre recém nascidos