Vídeo desesperador mostra mãe salvando filha de sequestradores na porta de casa

As duas estavam em casa quando dois homens tentam capturar a criança. Rapidamente, ela reagiu ao sequestro e conseguiu salvar a garota

Resumo da Notícia

  • Mãe salva filha de sequestro
  • As duas estavam em casa quando dois homens apareceram e tentaram levar a garota
  • Assustada, a mulher enfrentou os sequestradores e pegou a garota de volta
  • As cenas foram flagradas por câmeras de segurança

Imagine a seguinte situação: você está em casa com seu filho quando, de repente, um motociclista com capacete aparece e tenta levar a criança para longe. Poucas mães sabem responder como reagiriam frente a uma situação tão desesperadora! A cena, de tirar o fôlego, realmente aconteceu em Dalhi, na Índia e o momento foi flagrado por câmeras de seguranças do local. O vídeo, que tem viralizado ao redor do mundo, mostra o momento exato em que o sequestrador tenta pegar a criança e capta a reação da mãe.

-Publicidade-
Mãe salva filha (Foto: reprodução YouTube)

Nas cenas, a mãe, que virou um exemplo de coragem, aparece correndo atrás da filha, de 4 anos, e resgatando-a dos sequestradores. Na gravação, é possível ver uma menina sendo arrancada à força de sua casa por um homem, que sobe em uma moto, junto com um parceiro, e tenta levá-la. Em seguida, uma mulher sai em desespero para tirar a menina da moto e luta com os sequestradores.

Os vizinhos, então, surgem para tentar ajudar. Um homem, inclusive, cria uma barreira improvisada, usando uma motocicleta estacionada, para diminuir a velocidade dos sequestradores. Apesar dos esforços, os dois homens conseguem fugir, sem a criança.

-Publicidade-

De acordo com informações do jornal indiano The Hindu, o tio da garota estava por trás do sequestro. O raaz, conhecido como Upender, foi preso, assim como o cúmplice, Dheeraj. Segundo o que a polícia disse ao jornal,  o tio queria sequestrar a sobrinha para extorquir seu irmão, mas seu plano foi frustrado pela mãe da menina.

Veja o vídeo do momento abaixo:

-Publicidade-