Vídeo: mãe cega ganha primeira foto em 3D da filha e se emociona

Carla Neves poderia ter feito uma cirurgia para recuperar a visão mas isso prejudicaria a gestação

A foto emocionou muito Carla (Foto: reprodução/ Razões para Acreditar)

Carla Neves, 30 anos, precisou escolher entre perder a visão ou salvar a vida da filha. Por isso ela nunca conseguiu ver o rosto de Vitória, a única filha, mas graças à uma impressão 3D, a mãe finalmente conseguiu “ver” uma imagem das duas juntas.

-Publicidade-

Carla tem diabetes desde muito nova e com o tempo afetou a visão. Quando chegou ao quinto mês de gravidez, ela poderia operar a vista, mas poderia perder o bebê e, por isso, optou por não fazer a cirurgia e salvar a vida da filha, que hoje tem 5 anos de idade.

A ONG Avistar, em Piracicaba, São Paulo, oferece atividades recreativas e de capacitação para deficientes visuais ou pessoas com baixa visão, segundo o site Razões para Acreditar. Ela tem aulas de Braille, mobilidade com bengala, informática, violão e karatê. E foi durante o curso de Braille que Carla recebeu das mãos da Daiana Coutinho, sócia-fundadora da Loja3dcoisas, parceira da ONG Avistar, a réplica de uma foto com Vitória em 3D.

-Publicidade-
A mãe nunca tinha visto o rosto da filha (Foto: reprodução/ Razões para Acreditar)

“Foi muito emocionante! Porque eu tô com ela todo dia, pegando nela, mas ver uma foto com as mãos é a primeira vez. Eu me emocionei muito, adorei a surpresa que fizeram pra mim na Semana das Mães! Como na hora eu fiquei muito emocionada, eu não consegui imaginar a imagem na minha cabeça. Eu passei a mão nos contornos, mas não conseguia por causa da emoção. Mas, depois, mais calma, eu consegui associar!”, disse Carla em conversa com o Razões para Acreditar.

“Eu contei a história da Carla e eles disseram que era possível. Conversei com a nossa coordenadora e pedi para eles entregarem na semana do Dia das Mães. Foi muito emocionante porque a Carla nunca tinha visto o rostinho da sua filha”, comentou Mariana.

“Estamos maravilhados, nunca fizemos nem achamos quem fizesse isso. Fomos no dia que ela teve aula, e pedimos para entrar. Falamos que tínhamos um presente e quando ela sentiu a foto da filha se emocionou muito. Foi muito gratificante!”, contou Daiana.

Leia também: 

Menina com”ossos de pedra” fica cega após demora de diagnóstico correto

Bebê se mexe na barriga da mãe durante consulta e médica consegue fazer cócegas em seus pés

Crianças cegas escrevem cartas para o Papai Noel pela primeira vez

    -Publicidade-