Vídeo mostra criança sequestrada pelo tio desesperada ao ser colocada na janela

O sequestrador, após matar a própria irmã, pegou os sobrinhos como reféns e os ameaçou de morte em frente da polícia militar, que buscava a liberdade das crianças

Resumo da Notícia

  • Vídeo do menino de 4 anos em desespero ao ser colocado na janela por sequestrador circulou pelas redes sociais
  • O tio matou a própria irmã na frente das crianças e as pegou como reféns, o menino de 4 anos e uma menina de 11
  • As crianças foram liberados após grande período de negociação com a polícia

A criança de 4 anos foi mantida como refém pelo próprio tio e se desesperou ao ser colocada na janela pelo criminoso. O sequestrador matou a mãe do menino na tarde da última quarta-feira, 14 de outubro, em Igarapé, Belo Horizonte.

-Publicidade-

No vídeo, segundo o ‘O Tempo‘, mostra o garoto aos berros chorando, desesperado com a ideia de morte, dá para ouvir ao fundo o garoto dizendo : “Polícia, me salva! Me salva!”. Na gravação aparece o tio sentando o sobrinho na casa, que fica no segundo andar, mostrando-o para a PM que negociava pela liberdade da criança. A irmã de 11 anos também aparece na janela, olhando para a rua.

O homem, de 27 anos, um pouco antes da cena que circulou pelas redes sociais esfaqueou a mãe das crianças que acabou morrendo. A irmã do criminoso, de 29 anos, estava grávida de 4 meses.

-Publicidade-
O menino entrou em desespero ao ser colocado na janela (Foto: Reprodução/ Vídeo)

“Ele insinuava que ia atirar o menino pela janela e isso aconteceu por várias vezes enquanto ocorriam as negociações. O menino começava a gritar toda vez que era colocado na janela no segundo andar e a menina ficou o tempo todo quietinha, ela era ameaçada com a faca de cozinha grande que foi usada pelo suspeito para matar a mãe das crianças. Elas viram o crime”, explicou o tenente-coronel Carlos Eduardo Itabirano, da Polícia Militar de Igarapé.

Uma prima do suspeito e das vítimas, que também é policial militar, foi chamada pelo homem e conseguiu salvar o menino, cerca de 15 horas depois, a menina também foi liberada. Depois o sequestrador se entregou. “O menino saiu da casa gritando muito e perguntando o tempo todo pela mãe, queria saber como ela estava. A menina estava em choque. Os dois foram acolhidos pela prima e levados para o atendimento médico e psicológico”, disse o comandante.

-Publicidade-